Sobre o blog

O "Blog do Mario" é um espaço virtual não denominacional e apologético, tem por finalidade apenas compartilhar estudos bíblicos, reflexões e materiais diversos relacionados a espiritualidade.

Não sou opositor do evangelho e nem de denominações, me considero amigo e amante da Palavra de Deus, me empenho em editar este blog mais para aprender do que para ensinar e tenho consciência que não sou dono da verdade, por isso, é permitido o comentário dos leitores, que podem emitir suas opiniões para agregar mais ao conteúdo e até mesmo direcionar correções.

Sobre o blogueiro
Não tenho asas, não tenho auréola sobre a cabeça e também não posso voar, enfim, não sou um anjo e nem me esforço para aparentar ser, minha fé não se baseia nas aparências, pois, quem vê a casca jamais conseguirá ver o que se carrega dentro do coração.
Sou um cristão como outro qualquer, imperfeito, confesso a fé em Jesus Cristo, já fui católico, fui batizado na Congregação Cristã no Brasil, mas hoje frequento a Igreja Batista.
Tenho 30 anos de idade, sou engenheiro, atuo como empresário, e gosto de examinar as Escrituras Sagradas, qual creio ser a infalível Palavra de Deus e única regra de fé conduta, por isso, as vezes, questiono a cartilha dos homens, que são assim como eu, que também são como você, ou seja, meros comedores de feijão.


Porque este blog é apologético?
Este blog é apologético porque em suas publicações, artigos e reflexões fazem defesa da Palavra de Deus de forma argumentativa e sistemática e estimula as pessoas a refletirem sobre o que ouvem e lhes ensinam. 
Aqui não são feitas criticas apenas por criticar, mas são apresentados argumentos que podem ser facilmente verificados nas Sagradas Escrituras, o qual creio ser a Palavra de Deus, e única regra de conduta e fé, e promover a reflexão e o debate de modo a promover crescimento espiritual individual e coletivo, pois, cristãos capazes de ler e entender a Bíblia são menos passíveis de manipulação por falsos ministros. 


Esclarecimento
Esclareço que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se tão somente ao campo da "argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias.

Dos direitos a liberdade de expressão
Vivemos num Estado Democrático de Direito e valho-me das prerrogativas dos incisos IV e IX do artigo 5° da Constituição Federal, que asseguram o direito a a livre manifestação do pensamento e de comunicação independentemente de censura ou licença a qualquer cidadão. Além de que, o inciso VI assegura a inviolabilidade da liberdade a consciência e crença, ou seja, independente de doutrinas podemos nos exercitar em pensar. O leitor tem o direito de não concordar com o que aqui se escreve, mas tem a obrigação de respeitar o meu direito de me expressar.

Dos comentários de leitores
O leitor pode comentar, elogiar ou criticar as postagens, mas peço que se portem como cristãos, tenham bons modos, não usem palavrões e não roguem maldições pragas.
O blog não publica comentários de anônimos e nem comentários que façam referências  negativas/ofensivas ao blogueiro, pessoas ou instituições. Também não serão publicados comentários com doutrinas contrárias ao que consta na página "Nisto Creio". Apresente seu ponto de vista, mas restrinja-se ao campo das idéias e nunca pessoas.


Das licenças
A divulgação e reprodução de conteúdos deste blog é autorizada para fins não comerciais desde que sejam dados os devidos créditos com link ativo que possibilite o leitor verificar o texto original. 
Licença Creative Commons


Pare e pense
"Ah! Se Deus permitisse que minha interpretação e a de todos os outros mestres desaparecessem, e que cada cristão pudesse chegar diretamente à Escritura apenas, e à pura Palavra de Deus! Percebe-se já por esta tagarelice minha, a incomensurável diferença entre a palavra de Deus e todas a palavras humanas e como homem algum pode, com todas as suas palavras, adequadamente alcançar e explicar uma única palavra de Deus. Trata-se de uma palavra eterna e deve ser compreendida e meditada com uma mente silenciosa. Ninguém é capaz de compreendê-la a não ser a mente que a contempla em silêncio. Para qualquer um capaz de fazê-lo sem comentário ou interpretação, meus comentários e os de todos os outros não seriam apenas inúteis, mas um estorvo. Vão para a própria Bíblia, caros cristãos, e não permitam que as minhas exposições e as de outros estudiosos sejam mais do que uma ferramenta que capacite a edificar de forma eficaz, de modo que sejamos capazes de compreender, experimentar e habitar a simples e pura Palavra de Deus, pois apenas Deus habita em Sião". (Martinho Lutero - Sermão de Natal de 1522)

Seguidores

Divulgação