domingo, 28 de setembro de 2014

Vote com consciência

8 comentários
O próximo domingo é dia de eleição, os cristãos, mesmo aqueles que fazem parte denominações que se dizem apolítica, devem cumprir seu papel de cidadão com responsabilidade, afinal, os votos depositados nas urnas no próximo domingo vão influenciar a vida de todos pelos próximos 4 anos. 

Há quem não acredite na política e nem políticos e tem a intenção de votar em branco ou nulo, eu acho isso um tremendo desperdício, não faz muito tempo que o Brasil vivia sob o controle de um regime militar ditatorial, muitas vidas foram ceifadas para que hoje fossemos uma democracia e o povo pudesse escolher seus próprios governantes. 

Votar é ter a oportunidade de manter um governo bom e trocar um governo ruim.

Se você é pai e mãe pense bem antes de votar em branco ou nulo, o Brasil só deixará de ser "país do futuro" se escolhermos bem nossos governantes hoje e também nas próximas eleições. 

Que futuro você quer para seus filhos? 

Você pode influenciar as coisas, entregar um Brasil melhor para seus filhos amanhã escolhendo os nossos governantes hoje. 

O ex-ministro Joaquim Barbosa, homem que colocou políticos corruptos poderosos atrás das grades disse algo sábio dias atrás, ele disse: "a reeleição é a mãe da corrupção"... Nem preciso dizer que ele está certo, veja quantos casos de corrupção já vieram e continuam vindo a tona na atual gestão do Brasil. 

A troca de partidos que governam o país é boa para o Brasil e o seu povo, vejamos: Fernando Henrique (PSDB) criou o Plano Real e estabilizou a economia, Lula ampliou os investimentos na área social... Infelizmente Dilma não contribuiu muito, não deixou sua marca. O Brasil não cresce, a inflação está disparada e a corrupção se alastrou.  

Aécio ou Marina, não importa, neste momento qualquer coisa será melhor que uma reeleição da presidente Dilma Roussef. 

Dê uma oportunidade para o Brasil tenha uma troca de governo, quem entrar com certeza vai querer deixar sua marca, pode ser uma melhora na saúde, um aumento da qualidade na educação. Quem ganha com isso é o Brasil, sou eu, é você, são seus filhos... Somos todos nós!  

De tijolo em tijolo construiremos o Brasil que queremos.  

Procure votar em candidatos que acreditem em Deus e respeitem a vida. 

Nesta eleição meu voto é do Aécio, se houver um segundo turno e ele estiver lá votarei nele novamente, mas se for a Marina o meu voto será dela. 

8 comentários:

Christopher França disse...

Caro Mário sempre admirei suas postagens mas isso foi a coisa mais ridícula, reacionária e frustrada que já li. Dizer quem você apóia é normal, mas insinuar que a Dilma acredita menos em Deus que a Marina ou um Tucano com a frase "Procure votar em candidatos que acreditem em Deus e respeitem a vida" é demais meu caro irmão. O Aécio é um playboy arrogante que pediu voto em maçonaria ( eu sou mineiro) a Marina é evangélica mas defendeu o casamento gay até perceber que perderia os votos dos evangélicos.
Se você acha que hoje tem mais corrupção você precisa pesquisar sobre um tal “engavetador” do governo FHC, sobre a mídia atual e a relação com o PT (esperto como o irmão parece ser já deve ter percebido que as capas da Veja são estranhas)
Por último seu amado Joaquim Barbosa foi colocado lá pelo PT e na época a Veja o chamou de “espancador de mulheres” ( soh que milagrosamente ela mudou de idéia depois da posição no mensalão, será que ele se regenerou ou a veja mentiu?)

Mario disse...

Christopher,

Eu não insinuei que a Dilma acredita menos em Deus, apenas citei a recomendação que é feita pelas denominações evangélicas e católicas também. Tal recomendação é importante, pois, alem, dos 3 melhores, existem outros candidatos cujos partidos militam contra a fé.

Se eu quisesse afetar a Dilma pelo seu lado religioso eu teria dito que o guru dela é o médium João de Deus.

Se religião fosse algo determinante para eu me decidir o meu voto seria de Marina ou do pastor Everaldo, e não do Aecio que professa um cristianismo diferente do meu, ou como você afirmou ter pedido voto aos maçons.

Eu sempre fui petista, votei no Lula em seu primeiro mandato, mas decepcionado com os escândalos de corrupção na primeiro mandato, na eleição seguinte eu votei em Cristóvão Buarque que tinha propostas para Educação, na Eleição seguinte na Marina que disputava com Dilma e Serra, agora não sou partidário, simplesmente voto naquele que acredito ser o melhor para meu país.

Não sou ingênuo a ponto de achar que não há e nem haverá corrupção com outros partidos no poder, mas a reeleição é sim uma praga, permanecer no governo inúmeros mandatos permitem aparelhar a máquina pública para servir os interesses de poder do seu partido e não ao povo.

Quanto a Marina apoiar os direitos dos gays, o Brasil é um país laico, existem pessoas que não são cristãs ou que são atéias, o governante que entrar, seja ele quem for, tem um compromisso com todos.

O que noto é que a troca de governo é sempre boa, Itamar iniciou a abertura economia, Fernando Henrique conteve a inflação e estabilizou a economia, Lula ampliou os investimentos sociais, a Dilma tentou dar continuidade aos projetos de Lula, mas não goza da mesma simpatia do seu antecessor, por isso, fracassou.

Enfim, o opositor que entrar agora vai fazer algo para deixar sua marca e se diferenciar de FHC e Lula, acredito inclusive, que se o PT sair nessa eleição e voltar na próxima, não será diferente, será algo extremamente positivo para o país. A chave do sucesso é a transição.

Enfim, é como eu disse nas primeiras linhas desta postagem, devemos cumprir nosso papel de cidadão com consciência e responsabilidade, as eleições são a oportunidade de manter o que está bom ou mudar o que está ruim.

Abraço,

Mario



Christopher França disse...

Primeiro gostaria de dizer desculpas pelo meu jeito explosivo li seu post com mais calma e achei minha resposta meio nervosa e a palavra verdadeira vem do amor e do respeito e não de truculência e acusações.

Quanto a sua resposta essa recomendação em muitas igrejas vem acompanhada de "votem nesse" não votem "naquele" e você sabe disso. Em alguns casos chega ao absurdo de dizerem "foi dado como ensinamento para votar tal".

1-Essa do Guru é tão certa quanto o uso de cocaina do Aécio, ninguém fala nada com nada.
2- Os outros candidatos tem menos de 1% não consigo acreditar que toda essa preocupação que você demonstrou tenha sido para L.Genro
3- Os homossexuais são pessoas como todos nós e merecem justiça MAS ELA abandonou isso quando mudou de supetão a proposta do casamento gay ela não foi a favor deles e nem contra, ela simplesmente fugiu do debate. Eu apoio sim o direito deles e sei que o Brasil é um estado laico mas as pessoas não são laicas e não se brinca com os sentimentos delas. E ela brincou com os evangélicos (veja a revolta do S. Malafaia) e com os gays.
4- Troca de governo só funciona quando a transição é para algo melhor, eu também votei no Cristovão por acreditar na proposta dele para a educação. Votaria de novo nele! Mas não voto no Aécio porque eu conheço o jeito dele de governar e conheço a irmã ditadora dele que acabou com o direito de se expressar em MG, aqui virou uma ditadura e a mídia tem medo da própria sombra.
5- O irmão não falou nada sobre o J. Barbosa na resposta e nem sobre a Veja.
6- Não falei que tenho algo contra a Marina acho ela simpática o meu maior medo são as justificativas de determinadas pessoas quando dizem que vão votar nela.

Um grande abraço

A paz!

HP disse...

Mário,

Falar de política em tempos que a internet é usada como ferramenta de confronto e intimidação é cutucar onça com vara curta.. rsrsrs

E nessas eleições que não se discutem idéias, mas valem-se da mentira para se atacarem, e mostrarem quem é "menos podre" do que o outro, estamos presenciando um quadro vergonhoso e dramático da democracia brasileira.

Lamentável...

Receba meus abraços!

Mario disse...

Fique em paz, comentários como o seu só enriquecem e complementam a postagem.

1. A Dilma ou qualquer outro governante nos devem satisfações da vida publica no que se refere às atividades de governo, não me interessa se Dilma se consulta com um medium, na esfera da vida particular ela é como qualquer pessoa, tem liberdade de exercer sua fé. Quanto ao suposto vicio do Aécio, numa eleição cheia de baixarias como esta, onde candidatos perdem tempo atacando outros candidatos ao invés de apresentar sua proposta de governo ou país, por não ter como verificar se é uma verdade ou apenas mais um factoide, me atenho a avaliar a vida publica do candidato.
2. Não se esqueça que além de presidente, nesta eleição elegeremos senadores e deputados, e são necessários poucos votos para eleger um deputado, que tem o poder de criar leis e influenciam a vida dos cidadão tanto quanto o um presidente ou governador.
3. Se eu que edito um blog para um publico relativamente pequeno desperto a simpatia em alguns e a ira de outros, imagine a pressão que sofre um candidato à presidência da república, a diferença é que eu enquanto blogueiro não preciso mudar de opinião, já um candidato ao governo precisa ser político e tentar agradar a gregos e troianos, pois, depende do voto de todos para conseguir ocupar o cargo. Foi isso o que fez a Marina. Quanto ao Malafaia, ele está em evidência na mídia, mas ele está muito longe de ser o porta voz dos evangélicos brasileiros, aliás, a aversão da sociedade brasileira aos evangélicos se deve em grande parte a truculência do Malafaia.
4. Eu acredito nos benefícios da alternância no poder, não precisa ser necessariamente de partido, mas de candidato sim. Se cada um que chegar lá quiser deixar seu nome na história e deixar sua marca é o Brasil quem ganha. O candidato que um dia priorizar a educação ganha meu voto fácil, a educação de qualidade e universal é quem vai acabar com a desigualdade no nosso país.
5. Joaquim Barbosa foi colocado no cargo pelo PT, mas não se colocou a serviço do partido por conta disso, ele desempenhou seu papel corretamente no que tange a aplicação da lei. A Revista Veja quando destacou sua indicação para o STF, citou a frase de uma ministra que já fazia parte do colegiado que o chamou de “espancador de mulheres”, mas é importante destacar que a mesma publicação informou que a própria ex-mulher disse que a agressão foi mutua em momento acolarado e que era algo superado. A violência nunca é justificável, mas quem é que nunca perdeu a cabeça numa discussão?
6. Também não tenho nada contra Marina, acho que ela é uma pessoa respeitável, com reconhecimento e reputação internacional, e isso é bom, só acho que ela está sonhando demais, mas sei que se ela chegar lá, vai ver que nem tudo é como sonhamos, e assim como ocorreu com Lula no seu primeiro mandato, que era cheio de ideologias e fazia oposição fanática ao PSDB, teve de abrir mão da sua ideologia de uma vida toda para acabar dando continuidade ao que o PSDB fez de bom para a economia e para deixar sua marca fez investimentos sociais significativos.

Fraterno abraço,

Mario

Mario disse...

HP,

Se eu fosse sábio, nem este blog eu teria, como diz o ditado: "Política, religião e futebol não se discute".

Mas eu sou teimoso, além de ter um blog com conteúdo religioso, me arrisco a dar pitacos na área política... No segundo semestre da faculdade de engenharia eu quase larguei o curso para ir fazer ciência políticas, ainda bem que não me aventurei rsrs.

Realmente, o cenário político está nojento este ano.

Abraço,

Mario

Christopher França disse...

Gostaria de dizer (caso alguém não tenha entendido) que eu não confronto e intimido ninguém eu debato ideais e ideias que são o ápice da democracia e quando surgi a oportunidade defendo valores de Cristo que tem se perdido, os famosos: amor, perdão e caridade.


Só gostaria de dar meus pontos finais, foi muito gratificante entender melhor seu ponto de vista.Você disse que quase largou a engenharia eu quase larguei a arquitetura quando ouvi uma garota durante uma aula dizer "deviam jogar um bomba em todas as favelas".

1- Baixaria sempre existiu não é invenção de um governo ou outro.
2- Como eu disse quando uma igreja diz "vote em quem acredita em Deus" é certo mas MUITAS igrejas guiam suas ovelhas para onde bem lhe convêm.
3-Mudar de ideia é lindo brincar com plataformas de governo não. Se em algum momento eu fiz entender que o Malafaia me representa ou a maioria me perdoe ele é o tipo do evangélico "explode cabeça" que eu não escuto. Eu quis dizer que ela mudou de ideia por causa de UMA POSTAGEM dele e isso foi provado eu acompanhei a proposta, a postagem e a mudança radical de ideia que aconteceram em menos de 24 horas.
4- Aécio nunca foi alternância ele apoiou um candidato do PSB junto com PT para ser prefeito de BH. E insisto a irmã dele acabou com a liberdade de imprensa e ela vai junto no pacote.
5- Qualquer coisa relacionada a VEJA é absurda inclusive a acusação contra o Joaquim naquela época. Ela cutucou um caso antigo que tinha sido resolvido na justiça pra insinuar que ele era espancador de mulher. A VEJA criou O caçador de Marajás, o boi Mate, a ideia de que brasileiro é isso e aquilo, que o comunismo rodeia o Brasil, até o médico foragido condenado a 278 anos de prisão por 56 crimes de estupro, Roger Abdelmassih, antes de virar ‘monstro’ foi apontado por Veja como o milagroso cientista que fazia os famosos realizarem o sonho de ser pais!
6- Não tenho nada para acrescentar nessa parte da Marina gosto dela e espero que ela fuja das pessoas ruins que tentam se aproximar dela como infelizmente o Lula não fugiu.

Mario disse...

O debate é importante, ainda que ninguém mude de ideia, contribui para o amadurecimento de ambos.

Também já escutei de um colega da área de tecnológica que para acabar com a violência as favelas precisam ser incendiadas, ainda que inocentes morram. É triste este tipo de comentário, afinal, a grande maioria das pessoas que moram em favelas são pessoas honestas, que apesar das dificuldades devido a omissão dos governos e sociedade, levam sua vida dignamente. O problema não são as pessoas que moram em favelas, mas pessoas e governantes que acham natural pessoas morarem em favelas sem acesso ao básico enquanto outros tem acesso a tudo.

Enfim, oremos pelas eleições, para que aquele(a) que for eleito(a) tenha o intento de fazer um governo pacifico e justo, que governe da melhor forma possível tanto para os pobres quanto para os ricos.

Postar um comentário

Comente, elogie ou critique a postagem, mas se porte como cristão, não use "palavrões" e nem ofenda pessoas ou instituições.

Seguidores

Divulgação