quinta-feira, 6 de março de 2014

Resgate na lata de lixo

4 comentários
Hoje estive numa Casa de Apoio para tratamento de dependentes químicos mantida pela Igreja Presbiteriana, chegando na tal Casa de Apoio me deparei com uma simpática placa que dizia: 

"Todo aquele que vier a mim, de modo algum rejeitarei" (João 6:37).

Achei muito acolhedor e aconchegante para quem chega lá para tratar o seu vício se deparar com esses dizeres, melhor versículo talvez não haja para ser colocado naquele local, afinal, quando muitos chegam na casa de apoio para drogados já foram rejeitados pela sociedade e as vezes pela própria família, estão no fundo do poço, na "lata do lixo".

Enquanto aguardava ali fiquei a pensar na grande lição de amor dada por esses irmãos presbiterianos, que não ficam nem um pouco atrás dos irmãos batistas que também desenvolvem trabalhos de recuperação de drogados e que também já tive a oportunidade de ter contato.

Geralmente esses irmãos retiram as pessoas da "Lata do Lixo", estendem a mão para tirá-los do fundo do poço quando nem mesmo a família quer ou tem mais paciência e amor para cuidar de seus entes queridos viciados em algum tipo de entorpecente, eles fazem isto quando os familiares só querem e só pensam em transferir o problema e ter um pouco de alívio que a distância proporcionará. 

Esta ação social das igrejas com drogados não é em nada diferente de Jesus em seu ministério terreno, que fazia questão de estar entre mendigos, prostitutas e os excluídos em geral e se preocupava em restaurar aquelas vidas num ato de amor sincero, desinteressado e genuíno. 

Nossos irmãos fazem um bonito trabalho de recuperação  social e restauração de vidas. 

E sem uma só palavra demonstram como verdadeiramente amar o próximo, sem se preocupar com quem ele é, de onde ele veio ou o que ele fez. 

Exemplos como estes valem mais que mil palavras. 

Que Deus abençoe aos irmãos presbiterianos, batistas e todas as confissões religiosas que desenvolvem este tipo de trabalho junto a drogados, e que estes venham a inspirar as denominações que ainda não fazem nada nesta área.

Viver esta situação me fez pensar também naqueles que fazem o contrário destes irmãos presbiterianos e também batistas, nas igrejas e pessoas que rejeitam, excluem pessoas da comunhão da igreja por pequenos delitos, pessoas que muitas vezes em situação de fragilidade e fraqueza acabam se lançando no mundo das drogas tentando esquecer a triste experiência da rejeição e sumária condenação, e assim ingressam na lata do lixo e chegam ao fundo do poço.

Tomemos cuidado para não lançar vidas na lata do lixo, toda vida é valiosa para Deus, não nos esqueçamos que ela foi paga com o precioso sangue de Jesus. 

Existem muitas pessoas na "Lata do Lixo" e elas precisam ser tiradas de lá. 

DESPERTA Ó IGREJA, DESPERTA MEU IRMÃO(Ã)!

4 comentários:

HP disse...

A Igreja precisa mais disto, Mário.

Quanto tempo, energia, dinheiro são gastos na construção cada vez mais sofisticada de templos, sedes, etc enquanto ser Igreja nada tem a ver com templos.

Precisamos cada um de nós sermos realmente Sal na Terra e Luz no Mundo!

Deus te abençoe e parabéns pelo post, muito necessário.

Abs!

Mario disse...

HP,

Outra coisa que me chamou a atenção foi o seguinte, em momento algum os envolvidos no projeto fizeram propaganda da denominação, o imponente templo construído na década de 1950 sequer ostenta uma placa de identificação "Igreja Presbiteriana", ou seja, o compromisso deles é em restaurar vidas através da Palavra de Deus.

Abraço!

Unknown disse...

Isso sim provém de Deus

Regina Farias disse...

Então...
Isso é Evangelho.

Postar um comentário

Comente, elogie ou critique a postagem, mas se porte como cristão, não use "palavrões" e nem ofenda pessoas ou instituições.

Seguidores

Divulgação