quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Semelhantes a Deus, diferentes de Deus

3 comentários
E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança.” Gênesis (1:26)

Segundo o dicionário Aurélio semelhança é a qualidade de semelhante e a definição para semelhante é: Que tem semelhança com outrem ou outra coisa; que é da mesma espécie, qualidade, natureza ou forma; parecido, próximo, similar, quase igual”.

Fomos feitos a imagem e semelhança de Deus, mas não somos iguais a Deus, isso é fato. Prova disso é que Deus é perfeito (Mateus 5:48) e o homem é cheio de falhas.

Façamos uma simples analogia entre Adão, o homem criado a imagem e semelhança de Deus, e Jesus Cristo o Deus encarnado, o primeiro é tido como símbolo da origem da imperfeição, do pecado e da morte, já o segundo é considerado a origem da vida, da restauração e da perfeição.

Flores são semelhantes a outras flores, pássaros são semelhantes a outros pássaros, mas pássaros não se assemelham a flores, assim, podemos afirmar tranquilamente que homens são semelhantes a outros homens, que por sua vez diferem de pássaros e também flores.

Os homens são semelhantes entre si, inclusive, em suas capacidades, qualidades, espécie e natureza com inclinação para o pecado.

Tratamos-nos na igreja como irmãos, tem também aqueles que ainda não cresceram e se alimentam de “papinha” em vez de alimento sólido (Hebreus 5:12) e tratam alguns como “primos”. Não importa como se consideram entre si, como irmãos ou primos, ambos são da mesma família, portanto, possuem o mesmo DNA. Só não entendo como é possível que filhos do mesmo Pai possam ser primos, mas tudo bem, como já disse isso é coisa de quem não cresceu e se alimenta de “papinha”, não de alimento solido.

Do ponto de vista bioquímico o DNA é um aglomerado de moléculas que contem o material genético dos seres, esse material é determinante na formação das características físicas e também do instinto das espécies. Trocando em miúdos, o DNA é o responsável pela semelhança entres os homens, seja fisicamente ou de comportamento, tanto entre irmãos quanto primos.

Como já disse nesse texto, somos semelhantes a Deus, mas não somos iguais a Deus, porém, podemos tentar ser igual a Deus, e temos condições disso, pois, aquele que verdadeiramente nasce em Espírito é Espírito (João 3:1-8), e ao nascer em espírito nós adquirimos o DNA de Deus, neste momento somos dotados das mesmas qualidades e capacidades, portanto, temos condições de amar, perdoar, ser misericordioso, ser generoso e justo. Não é fácil, mas é possível, boas praticas criam bons hábitos.

Somos semelhantes a Deus, que é o nosso Pai que também é o pai das luzes (Tiago 1:17), portanto, o mínimo que temos que ser é luz do mundo, isto é possível se estivermos tentando seguir as pegadas do Mestre. 

3 comentários:

HP disse...

Ótimo texto Mário.

Lembro-me de um pregador que disse: "Quer enxergar sujeira? Aproxime-se da Luz".

Quanto mais próximos chegamos de Jesus, mais vemos nossas sujeiras e mais o Senhor vai nos limpando. Automaticamente as obras da fé vão surgindo e nós vamos sendo transformados à Luz de Cristo.

Que Deus te abençoe cada dia mais, meu irmão.

Abraços.

Mario disse...

HP, paz seja no teu coração!

Faz muito sentido isto que você diz, eu escrevi um texto que dei o título de Ação e Reação: http://www.blogdomario.com/2010/12/acao-e-reacao.html?m=1

Onde falo sobre uma experiência que tive ao desenhar uma reta no quadro negro, cheguei a conclusão de perto ninguém é "normal".

Deus abençoe por agregar ao texto com teu rico comentário.

Abraço

Regina Farias disse...

'E todos nós, com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados, de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito'. (2Co 3.18)

Postar um comentário

Comente, elogie ou critique a postagem, mas se porte como cristão, não use "palavrões" e nem ofenda pessoas ou instituições.

Seguidores

Divulgação