domingo, 17 de junho de 2012

O crente Gabrieééla

2 comentários
Existem diversos tipos de crentes, entre eles, os "crentes Gabriela", que não mudam, são do tipo "eu nasci assim, cresci assim e vou ser sempre assim".

Você pode até ter nascido assim, ter crescido assim, mas não poderá ser sempre assim apenas porque se conformou com as coisas deste século (Romanos 12:1).

Deus é aquele cara lá de cima que por amar tanto ao homem deu seu único filho em sacrifício para que todo aquele que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna (João 3:16)

O motivo da morte de Jesus sobre a cruz são as transgressões dos homens e sua ressuscitação aconteceu para nossa justificação (Romanos 4:25).

Mas não foi apenas para nossa justificação que Ele morreu, ele deu sua vida na cruz para que nova criatura sejamos (II Coríntios 5:17),    a Graça de Deus transforma, por Cristo somos APERFEIÇOADOS, confirmados, fortalecidos e fortificados (I Pedro 5:10). 

E é por termos a responsabilidade de sermos sal da terra e luz do mundo (Mateus 5:13-14) que não podemos ser "crentes Gabrielas" batendo no peito e dizer eu nasci assim, eu cresci assim e vou ser sempre assim... Gabrieééla... Que o nosso testemunho de vida cristã sirva para que aqueles que ainda não se converteram a Deus veja como éramos e o que nos tornamos após aceitar a Cristo como nosso Senhor e salvador. 

2 comentários:

Regina Farias disse...

Mário,

Observe que, geralmente, esse perfil está associado ao orgulhoso, intransigente, inflexível.

Como você diz: batem no peito. Literalmente.

Ora, vivemos em constante mudança. A genuína conversão não vem pronta e sim como algo inacabado onde o orgulho e a intransigência se sujeitam à CURA como processo pra vida toda.

Infelizmente, há muita gente de boa fé que acredita que 'ser sal e luz' é seguir normas doutrinárias e apresentar-se impecável nos lugares de cerimônia religiosa.

É uma pena...

Pra. R. Davis disse...

muito engraçado! faz sentido Mario. Gostei.
da uma olhada no meu blog www.capuccino-com-fe.blogspot.com

Postar um comentário

Comente, elogie ou critique a postagem, mas se porte como cristão, não use "palavrões" e nem ofenda pessoas ou instituições.

Seguidores

Divulgação