sábado, 4 de fevereiro de 2012

Funeral para todos!

2 comentários
Cedo ou tarde a morte bate a nossa porta e é nossa obrigação como cristãos chorar com aqueles que choram (Romanos 12:15), que provavelmente são as mesmas pessoas com quem outrora nos alegramos. Nossa presença, ainda que silenciosa, diz muita coisa aos que estão de luto.

É na morte que se reflete a vida e cabe a igreja através de seus ministros ajudarem as pessoas a refletirem.

Alguns líderes religiosos são relutantes e até se negam a celebrar o funeral de alguém que não era batizado em sua denominação, ou então, partiu desta vida enquanto estava ausente da igreja ou que levava uma vida que aos seus olhos era torta.

Primeiramente, o funeral não é para os que partiram e sim para os que ficaram. Alguém que nega o funeral a uma pessoa por qualquer motivo faz um julgamento que não lhe cabe, e coloca a si próprio em maus lençóis, afinal, não devemos julgar para não sermos julgados e com medida que julgarmos seremos julgados (Lucas 6:37).

A função dos líderes religiosos é cuidar da saúde das ovelhas de Jesus Cristo, deixar de celebrar o funeral de um ente querido que faleceu porque ele não frequentava mais a igreja ou então porque era um “pecador” é machucar pessoas que já estão machucadas o suficiente e estão tendo que lidar com os próprios sentimentos, além de toda a burocracia que uma morte gera.

Alegar como motivo da não realização do funeral é o fato do falecido ser um desviado/pecador é negar o próprio evangelho que ensina que todos, inclusive os ministros, somos pecadores (1° João:10), afirmar que o funeral não será celebrado pelo fato do falecido ser pecador é negar que Cristo morreu pelos pecados dos justos e injustos para nos conduzir a Deus (1° Pedro 3:18), alegar que não será celebrado o funeral porque a pessoa tinha uma vida torta é negar que graça é grande o suficiente para encobrir os pecados de uma vida inteira, é esquecer que o ladrão salvo na cruz é uma evidência de que o destino de cada um após a morte depende unicamente da vontade e julgamento de Deus.

Jesus nos incumbiu de pregar o evangelho a todas as criaturas (Marcos 16:15), e nos instrui a sermos sábios a aproveitar todas as oportunidade para com os que são de fora (Colossenses 4:5), sendo assim, o funeral pode ser a única oportunidade que os lideres religiosos terão de falar com aqueles que não colocam seus pés dentro de igrejas ou tem estranha fé para lhes anunciar o amor de Deus que concede a salvação para todos que crerem em Jesus Cristo (João 3:16).

Celebrar um funeral é levar conforto a família, parentes e amigos do falecido, mas é também a oportunidade de falar-lhes que o próprio Jesus também experimentou o sofrimento (Marcos 15) e que embora Jesus tenha vencido a morte para cumprimento da Palavra de Deus (Marcos 15:28), ele mesmo experimentou a morte (Marcos 15:37) e enfim falar o que a morte significa para nós que estamos vivos e o que ela significa na morte.

Se o morto foi firme e fiel durante sua vida isso há de ser falado de modo a despertar a mesma esperança de entrar no Reino de Deus aos presentes em seu velório, mostrar que ainda há tempo de se arrepender e se converter, mas se o morto não era um bom exemplo, há de se falar do amor de Deus e sua misericórdia, o mesmo Deus que concedeu salvação aos ladrões crucificados ao lado de Jesus (Marcos 15:27), do mesmo Deus que não ama o pecado mas foi misericordioso com a mulher adultera (João 8:11).

Mas há de se tomar cuidado, o funeral é um momento de consolo aos que estão de luto e uma oportunidade de pregar o evangelho a todas as criaturas, não é um momento para fazer propaganda de igrejas e suas doutrinas.

Sejamos tão o mais harmoniosos que os arranjos/coroas de flores do velório, que num único arranjo reúne harmoniosamente flores de todas as cores, tipos, cheiros e tamanhos... Sejamos pacíficos e cordiais para com aqueles que pertencem a outras denominações, tem outras crenças ou não tem fé alguma, afinal, somos filhos do Príncipe da Paz, portanto, devemos ser mensageiros da paz (Isaías 9:6).

Encerrado o funeral o serviço do ministro e dos cristãos não está terminado, é importante visitar as famílias após uns dias, se mostrar presente, pois, quem é visto não é esquecido... é uma ação simples, mas que pode fazer a diferença e trazer de volta para a casa do Senhor toda uma família.

E pra matar essa postagem e encerrar este assunto, o título dela faz referência ao slogan do governo federal, mas na verdade deveria ser “Funeral para todos que aceitarem a oferta espontânea do ministro ou pedirem para a igreja”. Ministros sejam pró-ativos, aproveitem a oportunidade para falar do amor de Deus aos pecadores, antecipe-se em oferecer a família a celebração do funeral... Famílias, não se acanhem por qualquer motivo em solicitar a celebração do funeral de seus entes queridos, se isto lhe for negado, um dia, Deus haverá de julgar esta atitude, afinal, aquilo que deixamos de fazer aos pequeninos do Senhor, ao próprio Senhor deixamos de fazer (Mateus 25:45).

2 comentários:

Ângelo dos Santos Monteiro, disse...

Graça e Paz, passei por aqui para fazer uma visita em seu "espaço virtual", e aproveitando a oportunidade, lhe convido a visitar o [Blog do Ângelo], um blog que gira em torno da seguinte temática: "Um olhar bíblico teológico sobre temas atuais e polêmicos". Visite e confira algumas das mais acessadas postagens: O QUE A BÍBLIA FALA SOBRE O SEXO?, ESCOLAS DE INTERPRETAÇÃO NOS TEMPOS DE JESUS, O QUE ESTÃO FAZENDO COM ALGUMAS IGREJAS?, FILME PORNÔ GOSPEL: ACREDITE SE QUISER!, Anjo de luz que me conduz?, A segunda vinda de Cristo - Arrebatamento, Os dinossauros existiram?, Sexo antes do casamento?, Incoerências na cação "Sabor de Mel", Escatologia 15: A cidade que desce do céu, Halloween, uma festa feliz?, Escatologia 4: A grande tribulação (1ª Parte), Benny Hinn e Kenneth Haggin, Incoerências religiosas, e aínda você encontrará disponível outras inúmeras postagens organizadas em seções especiais, tais como: APOLOGIA, ATUALIDADES, CANÇÕES INCOERENTES, ESCATOLOGIA, HERMENÊUTICA, entre outras. Faça uma visita e confira: http://pbangelo.blogspot.com.

Rê Martins disse...

Gostei muito do blog.. abriu mais que olhos, o coração...

Postar um comentário

Comente, elogie ou critique a postagem, mas se porte como cristão, não use "palavrões" e nem ofenda pessoas ou instituições.

Seguidores

Divulgação