domingo, 22 de janeiro de 2012

Manifestações da fé

10 comentários
No dia 19 de dezembro de 2011 estive em São Paulo a passeio, a capital paulista é uma cidade de expressão cultural bastante variada, mas me chamou a atenção algumas cenas de expressões religiosas, são elas:

Num dia ensolarado e quente um pregador, provavelmente de origem pentecostal, de terno e com Bíblia na mão pregava em alta voz aos transeuntes na região da Praça da Sé chamando os pecadores aos arrependimento, mas a abordagem que ele fez a uma moça me chamou a atenção e até me arrancou um comentário com o qual a própria moça concordou... Ele disse: "Este mundo está perdido, como pode uma moça bonita dessa por aí andando com uma saia curta como esse?"... Ao que eu disse: "O problema não é o comprimento da saia dela, mas os olhos dele que fitaram suas pernas e seus pensamentos libidinosos"... ao que a moça respondeu: "Exatamente!".

Poucos metros dali as pessoas que passavam diante da Catedral da Sé, aliás, de arquitetura externa e interna muito bonita e imponente, faziam o sinal da cruz ao mesmo tempo em que fingiam nem notar a presença dos mendigos que esmolavam na escadaria do templo.

Por fim, no banheiro do luxuoso Shopping Paulista um faxineiro cantava afinadamente o hino 191 (Em breve ao céu irei) do hinário "Hinos de Louvores e Súplicas a Deus" da Congregação Cristã.

São apenas algumas observações daquele dia.

10 comentários:

Henrique P disse...

Irmão Mário, que a Paz do Senhor Jesus esteja contigo.

Sei que o irmão segue ao Senhor na Igreja Batista. Gostaria de saber se já teve contacto com algum sermão dado pelo Pastor Paul D. Washer, Missionário Batista do Sul?

Voltando ao assunto levantado pelo irmão sobre o irmão que pregava na Praça da Sé. Ao tocar no assunto da "saia-curta" vejo dois problemas:
- O irmão que foi sim tocado pela fraqueza da malícia ao olhar a ela com intenções libidinosas;
- A moça ao vestir-se de forma sensual (saia-curta). Todavia não mencionaste se ela era ou não cristã.

Penso que nenhuma roupa desagrada ao Senhor, a menos que a usemos com o intuito de inflamar a sensualidade.

Quanto aos cristãos católicos que faziam o sinal da cruz diante da Igreja da Sé e não davam esmolas, sinto que é algo pessoal. Uma coisa é ajudar os pobres e então esses se levantarão de sua situação financeira difícil. Outra coisa são aqueles que vivem na miséria e por mais que recebam ajuda não se levantam de sua situação.
Lembremos uma coisa que Davi falou: " Fui moço, e agora sou velho; mas nunca vi desamparado o justo, nem a sua descendência a mendigar o pão. " SL 37:25

Deus abençoe teus caminhos.

Henrique

Regina Farias disse...

Mário,

Se esse texto fosse meu, o título seria:

As CRENÇAS e suas diversas manifestações.

:)

Sim, pois coração medido por comprimento de saia, sinal da cruz de impiedoso e canto de faxineiro que não está nem um pouquinho a fim de ir logo pra o céu são manifestações de crendice religiosa e não de fé.

Essa foi a minha leitura...

Abs,

R.

Henrique P disse...

Regina,

Como você pode afirmar que o "faxineiro" não está nem um pouco a fim de ir para o céu?

Henrique P disse...

Espaço nao democrático

Vergonha

Antonio Batalha disse...

É bom encontrar postagens que se possa ler e meditar, é bom encontrar irmãos que se esforçam para se manterem íntegros, que se afastam do pecado, e o desmascaram. É bom encontrar irmãos que amam mais a Jesus do que aposição que ocupam. É bom encontrar irmãos que se alegram na verdade e falam dela como uma forma de vida, Isto alegra o coração de Deus, e traz verdadeira recompensa. A pessoas assim deixo um abraço em Cristo Jesus, e que a paz e a graça de Jesus sature o seu coração.

Marcia disse...

Olá ,Regina não entendi seu ponto de vista sobre este trecho do seu comentário ,pode me dizer como você chegou a esta conclusão?!

''e canto de faxineiro que não está nem um pouquinho a fim de ir logo pra o céu ''

Deus abençoe a todos

Regina Farias disse...

Mário,

Permita-me usar teu texto para responder a uma pergunta impertinente de uma anônima. Sim, porque hoje eu tô mais 'láiti' que nunca e com bastante paciência rss

A pergunta foi:

Olá Regina
Eu li um comentário feito por você no Blog do Mário e fiquei curiosa em saber como chegou a está conclusão? ''canto de faxineiro que não está nem um pouquinho a fim de ir logo pra o céu '' o comentário foi feito no artigo ''Manifestações da fé''. Infelizmente eu já tentei inúmeras vezes postar minha pergunta e não obtive exito,então resolvi perguntar no seu blog . Deus abençoe você receba um abraço fraterno.
Por Anônimo em A ovelha conhece a voz dO PASTOR às 09:01

Então, anônima...

Sinceramente, do fundo do meu coração, rogo a
Deus que a abençõe.

Veja bem.

Não se trata do faxineiro, em particular. A gente precisa desenvolver uma visão mais ampla para evitar o equívoco de enxergar as colocações como algo pessoal.

Sinto muito se você não alcançou a minha leitura, mas os exemplos que dei foram exatamente com base em atitudes que colocamos como COSTUMES, como sua saudação acompanhada da pergunta capciosa, por exemplo. Na boa, seja sincera pelo menos com você mesma, mas você não acha que seu 'abraço fraterno' não tinha uma nota meio dissonante diante do exposto?

E a pergunta é capciosa porque nós duas sabemos que não há elementos suficientes para se chegar a essa 'conclusão' que você insinua.

Enfim, desconsiderando o sarcasmo, digo o óbvio que algumas pessoas têm resistência em ver: não se trata de uma conclusão, mas de uma simples reflexão do cotidiano.

Afinal, quantos distraídos cantam por aí uma coisa que nem sabem o que estão cantando, e, se sabem, nem a vivenciam nem a têm como premissa. O fazem apenas pelo hábito, que por ser hábito, tornou-se mecânico.

E, bora combinar, 'ninguém quer a morte, só saúde e sorte', como diria o saudoso Gonzaguinha.

Enfim, não sou ingênua para acreditar que a ideia era você entender, mas pelo menos, por educação, não te deixei sem resposta.

R.

Mario disse...

Oi Regina,

Comentário publicado, realmente, parece mais adequado seria "As crenças em suas diversas manifestações", afinal, a fé dos 3 aparentemente é a mesma, ou sejam, cristão... mas cada um a expressou de uma forma, seja por motivo particular ou características relativas a sua denominação.

Outra coisa que concordo, é a o fato de muitas vezes as pessoas fazerem um canto mecânico (sem reflexão), por isso, atitudes são destoantes dos canto constante em sua boca. Já escrevi sobre isso aqui:

http://www.blogdomario.com/2010/02/nos-resgatou-e-nos-lavou-sobre-redencao.html

http://www.blogdomario.com/2009/11/setenta-vezes-sete-perdoa-ao-teu-irmao.html


Mas isto não me espanta, afinal, quantos abrem suas Bíblias, acompanham a leitura da pregação, mas sequer percebem que a pregação não condiz com a leitura feita.

Fique na paz de Deus!

Mario

Regina Farias disse...

Mário,

Fico feliz que você tenha entendido e espero, sinceramente, que outras pessoas também estejam abertas para isso...

E veja você como sintonia é uma coisa incrível!!!

Fui lá nos dois links que vc colocou e vi certa complementaridade do segundo com o texto que coloquei hoje (antes de ler os teus!)

E, pra completar a sintonia (que eu não tenho dúvida ser atuação do Espírito de Deus!), o primeiro texto que vc indica tem a ver com a frase (que coloquei hoje também!) no meu blog de autoria do Samuel Andrade, que diz:

A linha entre a disposição sincera de servir e a NEUROSE DO SERVIR pode ser muito tênue.
Devemos estar vigilantes para não transformarmos a graça em lei moral.

Deus te abençõe!!!

R.

Mario disse...

Regina,

No Facebook reclama da falta do botão "Não Curti", acho que o blogger poderia colocar um botão "Curti" nos comentários.

Em todo caso, curti seu comentário.

Fique na paz!

Um abraço,

Mario

Postar um comentário

Comente, elogie ou critique a postagem, mas se porte como cristão, não use "palavrões" e nem ofenda pessoas ou instituições.

Seguidores

Divulgação