sábado, 19 de março de 2011

Toda pregação é inspirada por Deus?

2 comentários
Toda pregação é inspirada por Deus?

Aos desavisados já de cara digo que não é.

Não é a toa que a Bíblia, que é Palavra de Deus e é (ou deveria ser) a única regra de fé dos cristãos diz: “Amados, não deis crédito a qualquer espírito; antes, provai os espíritos se procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo fora.” (1° João 4:1).

Muitos falam em nome do Senhor Jesus, mas há de se tomar cuidado, nem todos que falam em nome de Senhor Jesus falam dos ensinamentos de Jesus como eles realmente são, alguns tem pregado além daquilo que está escrito na Bíblia, mas ai daquele que acrescentar ou excluir uma só virgula das Escrituras, pois, está escrito: “Se alguém lhes fizer qualquer acréscimo, Deus lhe acrescentará os flagelos escritos neste livro.” (Apocalipse 22:18)

Alguns tem erroneamente ensinado que a Bíblia é letra morta e que apenas contêm a Palavra de Deus, a Bíblia é muito mais do que essa pregação medíocre e mentirosa de alguns, a Bíblia é e sempre foi “o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego” (Romanos 1:16).


Porque devemos nós devemos ler a Bíblia?

A própria Bíblia responde, porque é através dela que aprendemos sobre o Senhor Jesus e o onisciente, onipresente e onipotente Deus, vejamos: “Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim.” (João 5.39). 

Também temos que nos aplicar em conhecer as Sagradas Escrituras para saber o que Deus espera de nós enquanto servos e também o que nós podemos esperar dele enquanto Deus, afinal: “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra” (2° Timóteo 3:16-17).

Somente aqueles que conhecem as Sagradas Escrituras terão condições de julgar se as coisas que o Mario escreve neste blog, ou então, as coisas que os pregadores ensinam de cima dos púlpitos estão em conformidade com as Palavra de Deus.


Devemos crer em todas as pregações?

Não, pois, tudo o que havia de ser revelado por Deus, já foi revelado e está na Bíblia, agora resta-nos pedir a guia do Espírito Santo para ter um correto entendimento daquilo que está escrito e a sabedoria para aplicar corretamente a Palavra de Deus em nossas vidas.


É errado julgar a pregação?

Não é errado julgar a pregação, julgar a pregação não tem nada haver com blasfemar contra o Espírito Santo, não foi à toa que a Bíblia, revelada pelo próprio Espírito Santo, alertou para que não déssemos crédito a qualquer espírito e provássemos se provêm de Deus (1° João 4:1).

Sobre suas pregações o apóstolo Paulo recomendou à congregação: “julgai vós mesmos o que digo.” (1 Coríntios 10.15),  então, porque não haveríamos de julgar a pregação dos nossos púlpitos?


Mas e se tiver algo errado com a pregação?

Novamente a Bíblia é quem responde: “julgai todas as coisas, retende o que é bom” 1 Tessalonicenses 5.21


Mas e se alguém pregar algo além daquilo que está na Palavra de Deus?

Deve ser ignorado e expulso, pelo menos é isso que diz a Bíblia, vejamos: “Mas, ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue evangelho que vá além do que vos temos pregado, seja anátema” (Gálatas 1:8), lembrando que anátema é o mesmo que amaldiçoado, excomungado, expulso e execrado.

Fique atento, leia as Sagradas Escrituras, julgue se tudo que é dito em nome do Senhor Jesus realmente vem de Deus, uma coisinha errada aqui e uma coisinha errada ali, um ensinamento sem respaldo da Palavra de Deus, pode parecer uma coisa inofensiva, mas não é, não se iluda, e nem se esqueça que “o próprio Satanás se transforma em anjo de luz” (2° Coríntios 11:14). 

Fiquem na paz e no amor de Deus!

2 comentários:

Mauro disse...

Certamente nem toda pregação é inspirada pelo Espírito Santo e temos todas as evidencias biblicas que nos alertam para isso como o irmao tem mencionado em seu texto. Depois que passei ter a Biblia como única e e verdadeira Palavra de Deus, me sinto mais seguro e mais confiante em reter a palavra de Deus que nos guardará de todo o mal, porque Deus tem compromisso com sua palavra que já foi revelada para toda a humanidade sintetizada nos dois livros: AT e NT. Fora disso, não há como crer e esperar quando a pregação seja repleta de tradições religiosas e criações das mentes humanas. Porque Deus é misericordia mas as escrituras nos confirma que Ele vela pela sua palavra e essa palavra é a Biblia.Os que vão além, sem fundamentação bíblica entram num campo obscuro. E nós como cristãos temos que ser prudentes e sábios a não crer em todo espírito. Como podemos confiar em algo que foi "revelado" a outro humano e isso passa gerações podemos observar que tudo vai tomando um rumo totalmente fora das escrituras - da palavra de Deus. Como Deus vai sustentar doutrinas e heresias que não estão na Bíblia? Maiormente foram criadas para manter um grupo religioso coeso, para controlar as mentes e cativar o povo com a pior arma que o ser humano pode usar: o medo e a intimidação. E isso são armas do Espírito Santo? Portanto diante de tanta confusão, resta aos cristãos que tem compromisso com a obra de salvação pelo sangue de Jesus Cristo viver e crer o que a palavra escrita nos exorta e ensina, Mas para isso precisa LER, ANALISAR, ENTENDER PELO ESPIRITO. Exige um certo esforço, caso contrário poderá tornar presa de homens dissolutos sem compromisso com o Reino e que já estão no mundo para enganar se possível até os escolhidos.

Anônimo disse...

Concordo en tudo que voce escreveu por isso temos que estar atentos a pregaçao,un dia na minha pouca sabedoria eu disse a un irmao se fechar os olhos e comermos o que se poe na mesa corremos o risco de comermos coisa estragada,assim tbm e no espitual se nao atentarmos para o que é pregado .devemos provar do espirito se é de DEUS ou nao

Postar um comentário

Comente, elogie ou critique a postagem, mas se porte como cristão, não use "palavrões" e nem ofenda pessoas ou instituições.

Seguidores

Divulgação