domingo, 13 de março de 2011

Conhecendo as dissidências da Congregação Cristã no Brasil

26 comentários
Já ouvi irmãos se referirem a Assembléia de Deus com seus inúmeros ministérios como uma colcha de retalhos. Alguns agem como se na história da CCB nunca houvesse tido qualquer tipo de dissidência, talvez façam isso por falta de conhecimento.

Segue abaixo um breve relato das principais dissidências da CCB que surgiram desde a década de 1950.
.
.
.
.
.
.
1953: Igreja Renovadora Cristã

No dia 21 de fevereiro de 1953, a edição do diário Jornal Folha de Pinheiros destacou o primeiro batismo da Igreja Renovadora Cristã, ao que se sabe até então, a primeira dissidência da Congregação Cristã no Brasil. 

Fundada pelo cooperador Aldo Ferretti na década de 1950, tem sede na Vila Madalena – SP, num prédio que imita os traços da Congregação Cristã. 

Aldo Ferretti tinha laços estreitos com Luis Francescon, como é possível verificar em cartas trocadas por eles entre os anos de 1937 e 1951, digitalizadas e disponibilizadas no site institucional da Igreja Renovadora Cristã. 

Segundo os relatos de Ferretti, as motivações que fizeram com que ele deixasse a CCB foram: à falta de humildade de alguns do “Colégio de Anciães”, a quem Aldo classificava como homens poderosos que preferiam acatar as tradições em detrimento da Palavra de Deus. Entre os motivos estava à ostentação de “vaidades” e uso e a conivência dos abusos com a bebida alcoólica, que na época rendiam criticas a CCB tanto por parte dos cristãos  quanto os não cristãos. 

Na noite de 14 de maio de 1952, após o culto, na reunião dos ministros, Aldo fez sua exposição, apontando os prejuízos que as vaidades e álcool permeando na igreja, o quanto isso afrontava a Palavra de Deus. Alertou também para que os seus pares não se alegrassem com o número crescente de fiéis, mas que tomassem cuidado com a pregação parcial do evangelho que contribuía para a desobediência não só no meio do povo, mas do próprio ministério. De acordo com Aldo, houve uma forte reação a sua exposição, cujas conseqüências e criticas não se limitaram aquela noite, e nem apenas aquela região, visto que o ministério emitiu circular para ser lida em todas as Congregações Cristãs, do Brasil, a partir deste dia Aldo Ferreti não mais compôs o Colégio, bem como, para não deflagrar uma guerra interna e ter paz consigo mesmo, voluntariamente deixou a CCB, tempo depois alguns irmãos passaram a se reunir com ele em reuniões familiares,  que mais tarde deu origem a Igreja Renovadora Cristã. Ainda segundo Aldo, alguns dos que estiveram junto dele na fundação de Igreja Revovadora retornaram a CCB, pois, tinham dificuldade de se enquadrar no que Aldo classificava como “lei seca”. 

Atualmente, a Igreja Renovadora Cristã está presente em diversas localidades espalhadas pelo Brasil. 

Aldo Ferreti além de fundador da Igreja Renovadora Cristã, também foi ancião desta denominação, onde pregou até os  seus 96 anos de idade, quando dormiu no Senhor. 


1967: Igreja Cristã Remanescente 

Foi fundada no ano de 1967, em Telêmaco Borba - PR, pelo ancião Nilson Santos, que antes de ingressar na CCB frequetava a Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Mais tarde a Igreja Cristã Remanescente filiou-se a Igreja Maranata, uma igreja alemã de linhagem adventista de doutrina pentecostal.

Da mesma forma que a CCB, mantém assentos separados para homens e mulheres, são adeptos da saudação com ósculo e uso do véu pelas mulheres. Uma particularidade desta denominação é a pratica do lava-pés.

Atualmente a denominação possui congregações em diversa localidades dos seguintes estados: Paraná, Santa Catarina, Bahia, Rio Grande do Sul, Rondônia e São Paulo.
.
.
1991: Congregação Cristã no Brasil Renovada 

Fundada em Goiás, no ano de 1991, pelo ancião José Valério, na época o ancião da CCB, o mais velho naquele Estado, foi o movimento que mais ameaçou a hegemonia do Brás. 
.
Sediado em Roraima, o movimento encabeçado pelo ancião Valério teve a adesão de vários ministros da CCB nos estados de: Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Goiás, Bahia, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul. 
.
Em dois anos, a Congregação Cristã Renovada já contava com 30 casas de orações, porém, no ano de 1993 o grupo se dissolveu, e se reintegrou a Congregação Cristã no Brasil, inclusive, concedendo-lhe direitos de propriedade sobre o patrimônio construído pela CCB-Renovada. 


1993: Congregação Cristã do Sétimo Dia

Fundada em Santa Catarina no ano de 1993, pelo ancião Luis Bento Machado, na época, um dos anciães mais antigos naquele estado. 

O ancião Luis Bento se afastou da CCB em 1993, quando fundou a Congregação Cristã do Sétimo dia, uma característica particular desta dissidência da CCB é que além de guardar o sábado, eles também celebram a santa ceia com pão ázimo e suco de uva. 

Na ultima Assembléia Anual, no Brás, em que Luis Bento participou, presidida pelo então ancião presidente Vitório Angare, o ancião Luis Bento sendo um dos mais velhos anciães do Brasil, e representante do Estado de Santa Catarina, foi um dos que se reuniram as portas fechadas com o Conselho de Anciães. Nesta reunião foi lido na integra pelo irmão Vitório o principio da criação, contido no capítulo 1 e 2 do livro de Gênesis, logo em seguida Angare discorreu com a pregação da Palavra, porém, a pregação abordou até o sexto dia. Foi quando o ancião Luis Bento se diz ter sido tocado pelo Espírito Santo e enxergou que a CCB se omitia acerca da guarda do sétimo dia. 

Após alguns meses, se valendo que da grande amizade que mantinha com o ancião Vitório Angare, Luis Bento entrou em contato com Vitório, que sugeriu uma reunião em sua residência para tratar desse particular. A reunião aconteceu e pacificamente trataram do assunto, e ao que relata Bento, Angare não o contradisse em nenhum momento, assim, o ancião Luis Bento retornou a Santa Catarina, onde por mais dois anos esteve a frente da CCB. 

Porém, a noticia de Luis Bento reconhecia o sétimo dia como um dia a ser guardado por orientação da Palavra de Deus vazou a nível nacional. Para tratar dessa questão Vitório Angare convocou uma Assembléia Geral Extraordinária, que foi realizada na sede da CCB em Itajaí - SC, a reunião foi presidida pelo próprio ancião Luis Bento, e Vitório Angare por motivo de enfermidade não participou desta reunião, mas enviou Luiz Sanches e Silas Pedrozo para representar a cúpula da CCB. A reunião teve duração de 8 horas, os presentes na reunião manifestaram o desejo de que Luis Bento continuasse a liderar a CCB em Santa Catarina, mas determinaram que o mesmo deveria fazer uma retratação publica sobre a questão da guarda do sábado, reconhecendo que era um equivoco da sua parte. Era dia de sábado, a reunião se encerrou e em seguida deu-se inicio ao culto daquele dia, o ancião Luis Bento deu inicio ao serviço de culto e fez o seguinte pronunciamento:

"Fazem 36 anos que eu palmilho neste caminho, e TUDO o que eu fiz aqui, foi por amor a obra de Deus! Se algum dia, eu fiz alguma coisa errada, aqui dentro da igreja, à algum irmão, que me perdoe! Porque fazem 2 anos que Deus me revelou acerca do sábado, e a Congregação Cristã no Brasil (apontava para saudosos representantes da CCB que se encontravam sentados no primeiros banco), não reconhece este dia como mandamento da Lei de Deus!!!, e por "este motivo" eu me afasto do ministério, oreis a Deus por mim, que nas minhas orações eu orarei por todos vós... Deus Seja Louvado!".

 Após este pronunciamento, deixou o púlpito e se sentou junto ao ministério ali presente, então, Luiz Sanches subiu ao púlpito e disse: "Tudo foi feito para que o nosso irmão Luiz Bento Machado ficasse no nosso meio, mas não foi possível; doravante ele continua sendo nosso irmão, mas como um irmão qualquer!". Muitos membros choraram com aquela cena, talvez, inédita em se tratando de Congregação Cristã.

Representantes do ministério central (Brás), procuraram Luis Bento Machado para que assinasse sua carta de renúncia como ancião da CCB, porém, Luis Bento não assinou tal carta assim se justificando: “não estou renunciando.., eu estou APENAS me afastando do ministério, este ministério que me fora confiado, como "ancião" foi Deus quem me deu! E por isso, não devo assinar a carta de renúncia para nenhuma sociedade religiosa, mas sim, levarei comigo para a sepultura”.

Ao contrário de Aldo Ferretti, Luis Bento Machado não sofreu nenhum tipo de perseguição, ou seja, nenhuma circular foi expedida, talvez, para não chamar a atenção dos membros.


2001: Congregação Cristã Apostólica

A Congregação Cristã Apostólica – CCA  - foi fundada por Antônio Silvério Pereira, que tinha 40 anos de CCB, e atuava no ministério como cooperador, no dia 11 de novembro de 2001, em Aparecida de Goiás-GO. Resulta de uma fusão entre membros da Congregação Cristã no Brasil e da Igreja Renovação Cristã pastoreada por Fleury Rodrigues de Oliveira. 

Atualmente a Congregação Cristã Apostólica possui congregações em algumas cidades dos seguintes estados: Paraná, Santa Catarina, Goiás, Espírito Santo, e São Paulo. 


2004: Associação de Membros da Congregação Cristã no Brasil

O movimento iniciou-se em 2002, por Jahyr Ferreira do Amaral, Osni R. Santos, e Reginaldo Fernandes, influenciados por Ricardo Adam. Mas somente em 2004, a AMCCB - Associação de Membros da Congregação Cristã no Brasil - se tornou uma realidade. Pouco tempo após sua fundação, Jahyr Ferreira e Ricardo Adam deixaram o movimento, pois, os ministros e membros da AMCCB não concordavam com a posição de ambos em relação a fazer oposição a CCB.

O fato da AMCCB ter se formalizado como “Associação de Membros da CCB”, e não ter sido contestada juridicamente  pela CCB em seus dois primeiros anos lhe confere alguns privilégios, tal como, usar o mesmo hinário que a Congregação Cristã no Brasil. Uma das particularidades da AMCCB é que ela se dedica a resgatar os “parados na graça”, e esclarecê-los de que homem algum pode cortar sua liberdade, e que havendo sincero arrependimento há perdão da parte de Deus, e que todos os pecados Deus perdoa, exceto, a blasfêmia contra o Espírito Santo. 

A denominação passou a se expandir em 2010, quando em Assembléia se uniram a Congregação Cristã no Brasil - Ministéirio Jandira, movimento dissidente iniciado pelo ancião Samuel Trevisan.

.
.
2005: Igreja Congregação Cristã
.

A Igreja Congregação Cristã, foi fundada em 2005, na cidade de Fortaleza, no Estado do Ceará, pelos ex-cooperadores da CCB José Bezerra de Freitas, José Carlos Menezes e o ex-ancião Emilson Bernardo da Silva.

Atualmente, a dissidência Igreja Congregação Cristã tem templos nos estados do Ceará, Rondônia e Paraná, além de trabalhar para a expansão da denominação dos estados em que já atua, a ICC está em trabalho permanente para abertura de congregações nos estados de Goiás e São Paulo.
 
.
.
2010: Congregação Cristã no Brasil - Ministério Jandira
.
Ninguém deu valor para aquela salinha que se intitulava “Associação de Membros da Congregação Cristã no Brasil” localizada próximo a estação de Armênia na capital paulista, talvez, imaginando que ela definharia por falta de recursos ou membros, ledo engano, após a ordenação de 3 anciães em Jandira em maio de 2010, interior de São Paulo, sem a aprovação do Conselho de Anciães, conforme determina os estatutos da CCB, o impasse foi resolvido pelo Brás destituindo do cargo  todos os envolvidos, inclusive, o ancião Samuel Trevisan, que após o ocorrido construiu um templo em Jandira, usando a mesma fachada e nome de CCB, para formalizar a instituição  Trevisan se juntou a AMCCB, que tem sede no bairro Ponte Pequena, da capital paulista, mas tem congregações em Juquitiba e Jandira, outros templos estão sendo construídos no interior de São Paulo e um no Mato Grosso. 

Não sabemos se a particularidade legal da AMCCB, que está registrada como Associção de Membros da CCB confere direitos sobre o uso do nome CCB sem qualquer distinção.

Existem outras denominações que se originaram a partir de integrantes da CCB, mas esses são os mais expressivos.

É lógico que se todos esses dissidentes concordassem plenamente com as doutrinas da Congregação Cristã no Brasil eles não teriam deixado a instituição, muito menos fundado novas denominações. 

Quase todas as denominações dissidentes  citadas tem em comum  a maneira de acolhimento ao pecador, elas  também se reformularam nos itens que rendem criticas internamente e externamente a CCB, principalmente, o exclusivismo e relacionamento interdenominacional.

Quanto ao credo doutrinário e liturgia são similares a CCB, já na questão dos usos e costumes, são mais flexíveis por entenderem que contribuem para a disciplina, mas não são doutrinas bíblicas, faz-se exceção ao Igreja Renovadora Cristã, cujo um dos principais motivos para o surgimento foi a questão das vaidades, o excesso de zelo no tocante a vaidade faz com que os membros  da  Renovadora Cristã não usem vestido de noiva e nem mesmo aliança de casamento. 

.
.
REFERÊNCIAS BIBLÍOGRAFICAS / SAIBA MAIS

26 comentários:

Juliano disse...

Prezado ir. Mario,

Muito salutar seu texto. É um "balde de realidade" para muitos que não conheciam tais dissidências e - pior - imaginavam que nessa "obra" nunca teve divisão.

Aliás, entendo a divisão como natural, uma vez que que homens pensam de forma diferente e nem sempre conseguem solucionar suas divergências harmoniosamente.

Em tempo: é natural - dada a natureza humana - , mas não desejável. O interessante mesmo é que vivamos em perfeita união. Enfim.

Em relação ao link da Congregação Cristã Renovada, eu acho que há uma contradição. O grupo foi dissolvido. Se ele ainda existe, é na forma puramente virtual, não existindo nenhuma denominação que lhe reclame o nome-fantasia. A propósito, você conhece esse texto do Charles ( http://apologeticaccb.wordpress.com/2009/02/21/falsas-dissidencias-da-ccb/ )?

Interessante que apenas a CC-7dia se aproxima, de fato, de uma dissidência doutrinária (ou, pelo menos, da doutrina formal); as demais, por práticas (ou por 'doutrinas informais').

Eu acho que agora a AMCCB toma força, com o apoio de parte do ministério da CCB/Jandira. Mas, do ponto de vista legal, acho que algo deve ser feito. Isso porque, tal como a igreja recém-inaugurada em Jandira, não se faz nenhuma ressalva a dissidência ministerial da CCB (CNPJ Visconde de Parnaíba). Desculpe-me o termo, mas beira o estelionato abrir uma "igreja-igual-que-não-é-igual". Acho que a AMCCB tem todo o direito de existência (não somente do ponto de vista legal, mas também do ponto de vista bíblico) e acredito que o trabalho dela é válido e interessante, mas acho que deveria criar algum tipo de referência para distinguir esse ministério. Não sei quais são os argumentos da AMCCB, mas acho que numa demanda judicial a associação perde tranquilamente o direito de usar o mesmo letreiro usado pela CCB em suas igrejas.

Quanto as dissidências, em si, eu acrescentaria a Igreja Cristã Remanescente (1967) e a Igreja Cristã Remanescente Primitiva (2006). Talvez fora da região sul poucos saibam de sua existência, mas o paranazão velho de guerra a conhece bem. Telêmaco Borba, por exemplo, tem templos das duas denominações (os sites oficiais são: http://igrejacristaremanescenteprimitiva.blogspot.com e http://www.igrejacristaremanescente.org.br ).

Em relação aos motivos de dissidência, eu ainda continuo achando que o que move as dissidências, no nosso caso, são mesmos as "práticas igrejeiras". Veja, por exemplo, que a prática rigorosa de tratamento ao pecador não faz parte da nossa doutrina, mas dos nossos costumes (embora reconheça que a prática faça a doutrina, nossa doutrina formal continua por lá, solitariamente e pouco lida, no final do hinário. Mas é essa a nossa doutrina, no que, acredito, você concorda comigo). A mesma coisa vale para o ingresso das irmãs na orquestra e a prática do rebatismo.

Por fim (ufa!), só uma ressalva: quando você diz: "na questão dos usos e costumes, são mais flexíveis por entenderem que contribuem para a disciplina, mas não são doutrinas bíblicas", certamente aqui não cabe a Igreja Renovadora Cristã, que proibe, entre outras coisas, o uso de aliança e de vestido de noiva. É, portanto, mais legalista que a "igreja-mãe".

Na paz e no amor de Deus,
Juliano

Daniel disse...

Mário, meu caro, só um detalhe: Aldo Ferreti sou passou a ser ancião na nova denominação. Quando se afastou era encarregado dos cultos, antiga nomenclatura para os cooperadores.

Abraço.

Cristão CCB disse...

Caro irmãos Juliano e Daniel,

Grato pelas considerações, com a finalide de informar com mais precisão estarei alterando o texto.

Fiquem na paz e no amor de Deus!

Fraterno abraço,

Mario

Cristão CCB disse...

Juliano,

Conhecia este texto, conheço uma série de sites de supostas dissidências, porém, as informações sobre elas são muito ralas, a mim parece que sequer existem, quanto a divulgação dessas dissidências imaginárias, penso se uma estratégia, tentando mostrar uma cisma que não existe nas proporções alarmadas.

Quanto a AMCCB, penso como você, eles se entitulam associação de membros da CCB, mas eu enviei um questionário para eles, onde entre tantas perguntas questionei se os membros e ministros da AMCCB congregavam com frequência na CCB, ou seja, se são membros ativos da CCB, afinal, para se autodenominar Associação de Membros ela deveria ser composta por membros, pois, no meu entendimento se não houver membros não se trata de uma "Associação de Membros". Por motivo que desconheço, eles acabaram desistindo de responder ao meu questionário, mas se comprometeram a responder pessoalmente, numa eventual visita à sede. Também penso que eles deveriam se diferenciar da CCB para que ninguém seja induzido ao erro.

Estarei analisando o site da Remanescente, para acrescentar ao texto.

Deus o abençoe!

Mario

MAURO disse...

Acredito que a dissidência por nao concordar com ponto doutrinarios quando nao estão conforme às escrituras, é normal, salutável, porque é algo inerente do ser humano. Mas esta estória que "Deus" revelou que a "doutrina" certa é desacansar 07 sétimo dia, ai, nao, né!! Basta de tantas revelações que dividem os cristãos. Náo há revelação maior que as escrituras sagradas. É trocentas vezes melhor debruçar diante da Biblia para examinar e tentar caminhar segundo a palavra. Mas poucos querem se dar a esse trabalho, ficam dando ouvido à vozes estranhas que cada vez mais divide os cristãos e que é uma vergonha. Ainda bem que não divide o Reino de Deus, porque Ele é formado dos verdadeiros cristãos fiéis a Cristo e não de denominações. Não seria mais fácil se unir a denominação Adventistas dos Sétimos Dias, pois lá eles tambem garantem de pé juntos que são a única igreja verdadeira e que cumpre toda a lei. Nos Cansa ouvir tanta coisas estranhas que nada contribuim para a comunhão dos santos. Como é incrível esse espírito de revelação que coloca cristão contra cristão. Acho que já passou da hora de refletir sobre isso. Porque Deus não é de confusão. O que foi falado, escrito e testamentado nas escrituras não muda. Deus não é como homem que faz algo, arrepende, desmancha e começa de novo. O caminho da salvação já está traçado e ponto final.A VERDADEIRA OBRA DEUS - que é o sacrificio de JESUS CRISTO na cruz, trazendo a GRAÇA REDENTORA pela fé já foi consumado a mais de 2000 anos.

MAURO disse...

Em um desse links de referencia que nosso irmão utilizou para pesquisa, li que o Luis Franscicão fundou mais 12 denominações em varias partes do mundo, cada qual, com um nome diferente e costumes e doutrinas diferente.
Não é mais que intrigante essa situação? que confusão gerou, pois por aonde passava fundava uma denominação. Eis somente uma questão a pensar e sem a pretensão de manchar a reputação do missionario que certamente teve seus méritos e Deus o recompensará. Mas é um alerta para os defensores de placa de igreja, que desconhecem as origens e a historia de suas denominações que frequentam e ainda muitos batem no peito na fiasca tentativa de afirmar que sua denominação é a unica verdade, o caminho, a graça. Falta conhecimento da palavra e conhecimento pelo menos da historia das igrejas. Ao invés de defender a religião tal, a doutrina tal, defenda Jesus Cristo que nos trouxe a Paz com Deus pela sua Graça e o sangue derramao na cruz do calvário, o qual por fé alcançamos sem pagar por isso - a salvação, pois se tívessemos condições nunca teriamos como pagar. Preguem o evangelho simples da Graça: Creia no Senhor Jesus e aceite como unico salvador. Em outras partes diz: a sabedoria é temer a Deus e fugir do mal. E indo além, as escrituras nos incita, nos provoca a buscar o conhecimento, pois sem ele padeceremos. "pois o meu povo sofre por falta de entendimento..."

Anônimo disse...

pessoal os contencioso na obra de Deus vão pagar caro pela atitude carnal. Deixou a carne prevalecerem sobre o espirito.Portanto, ai daquele que afrontar a obra de Deus para se destacar-se como lider em outra denominação.

IGREJA EVANGELICA LUZ DE DEUS disse...

A Igreja Cristã Remanescente é dissidencia da Igreja Cristã Remanescente que por sua vez saiu da Congregação Cristã Conservadora,esta sim saiu da CCB. Existe ainda os "Discipulos" ( www.discipulosdosenhorjesus.blogspot.com )estes recusam o uso de templos, cnpj, etc, reunem-se na casa dos irmãos, são extremamente isolados das demais igrejas, foram iniciados pelo Sr. Oesio, ha algumas decadas e atualmente estão em varios estados.
Há muitas outras igrejas relacionadas a CCB...

www.igrejacongregacaocrista.com.br,
Igreja Cristã Remanescente do Sétimo dia,
www.assembleiacristadobrasil.blogspot.com,
Congregação Cristã do Senhor Jesus,
www.missaocristadobrasil.blogspot.com
Congregação Cristã Independente, etc!
Recomendo ver estes albuns no orkut:
http://www.orkut.com.br/Main#AlbumList?rl=ls&uid=13189910705298119370
Vejam tambem os videos!

blog do Alemão disse...

Mauro

Voce disse que tem um link que mostra que por onde o irmao Luiz francescon passou ele abriu uma igreja, se vc ou a pessoa que postou essa materia provar eu vou começara acreditar em papai noel, isso ai é uma falta de respeito com o saudoso irmão, todos esses ai em cima que saiu da CCB, fes algo para ter saído então não tem nenhum inocente ai para se fazer de vitima e sair abrindo igreja, na bíblia tem uma parte que esta escrito que os humilhados serão exaltados, então que fiquem na misericórdia de Deus....

André Capitzky disse...

Porque a igreja Assembléia de Deus tem muitas ramificações? porque é muito dificil aceitar os ensinamentos dos irmãos Assembleianos da sua fundação, dai esse não concorda com a visão daqueles e abre-se uma nova Assembléia com outro ministério, dai esta diz que não estamos ferindo a sã doutrina se cortamos o cabelo e aquela por sua vez diz que podemos usar bermuda porque se nós tivermos semelhança com os contumes do mundo não tem nada a ver, chega a ser hilário, mais existe e esse "Não tem nada ver" vai levar muitos da igreja para a condenação eterna, mais ai quando abre-se um congresso se junta todos esse representantes que vivem mudando o evangelho a seu bel prazer e se juntam como se nada acontecesse.
Sobre a Congregação Cristã no Brasil tem também aqueles que não concordam com a Doutrina e criam outra igreja com doutrinas também próprias, e se denominam ramificações da Congregação Cristã no Brasil coisa que não são, os Membros da Congregação nunca vão reconhecer estes como célula da igreja, para afirmar isso tenho como base as Reuniões Ministeriais do Brás, Me apontem um representante de uma dessas igrejas que vejo como deserdores da Doutrina que vão a reunião ministerial do Brás, não vão porque já não fazem mais parte da igreja que não se divide, Resumindo a Congregação Cristã no Brasil é uma igreja unica sem divisões sem ramificacões e de ministério unico no Brasil inteiro falo isso com o maior orgulho pois se eu sair do meu estado e for pra outro e ver uma igreja Congregação Cristã no Brasil sei que é a mesma em qualquer lugar, não temos divisões e subdivisões como na nossa conhecida igreja Assembléia.

Daniel Pena disse...

Verdade é que também alguns pregam a Cristo por inveja e porfia, mas outros de boa vontade;

Uns, na verdade, anunciam a Cristo por contenção, não puramente, julgando acrescentar aflição às minhas prisões.

Mas outros, por amor, sabendo que fui posto para defesa do evangelho.

Mas que importa? Contanto que Cristo seja anunciado de toda a maneira, ou com fingimento ou em verdade, nisto me regozijo, e me regozijarei ainda.
Filipenses 1:15-18

Daniel Cauper disse...

A liberdade, consiste na permissão atribuída a um servo de Deus, para pedir hinos, orar, testemunhar.
Há dois viés dentro desse paradigma.
Pois bem. O irmão que já é batizado, e por motivos de ordem pessoal, espiritual, ou qualquer que seja, e após um determinado tempo regressa à comunidade religiosa (CCB), invoca o corpo ministerial e confessa suas transgressões, somente o faz por um motivo: quer estar evidentemente conciliado perante os homens, e perante Deus, e voltar a servir a Deus em espírito e verdade.

Dentro desse pressuposto, há um fato existente dentro da nossa irmandade. O irmão que assim o faz, tem sua liberdade dentro da igreja cerceada. Ou seja, o irmão volta a servir ao Senhor, portanto, não pode pagar votos, não pode pedir um hino, se tiver o dom da oração não poderá orar. Sendo assim, pergunto-vos : Qual é evidentemente o real incentivo do servo de Deus que já encontrou o pecado, a negligenciá-lo e continuar em uma igreja da qual não pode desfrutar do banquete? E as obras das quais Deus tem feito para com aquele, que o Próprio Deus já o perdoou? Se Deus, o dono da Obra, o perdoou, porque ter a liberdade do irmão cerceada?

Isso pressupõe duas ações do irmão:

1) Ele contará ao ministério suas transgressões, e aceitará não ter liberdade. (ABSURDO)

2) Ele omitirá aos irmãos o fato acontecido e terá liberdade normalmente.

Isso só me leva a uma contestação : Os irmãos omitem suas transgressões para não serem julgados pela própria igreja.

Penso que Deus veio para os enfermos e não para os sãos.

Penso que na parábola do filho pródigo, o pai preparou o melhor banquete para o filho recém-chegado, pois havia dado o mesmo por morto, ainda sendo indagado pelos outros filhos a respeito ‘daquele banquete’.

Não obstante julgo essa Doutrina contrariar a próprio parábola manifestada pelo Senhor Jesus.
Porventura, os irmãos que agem com sinceridade, perdoados pelo Senhor Jesus, e que foram testemunhas de maravilhas, não poderão dessa forma contar aos demais as Obras das quais têm visto?

Por isso tenho me interessado pela Doutrina da AMCCB e gotaria de conhecer mais.
Grande abraços

A paz de Deus.

francisco disse...

eu acho que devemos brigar por cristo e nao por placa de igreja, temos que ser fiel a deus e sua palavra

batista disse...

estao brigando por religios a mais de 5 mil anos, e nao chegaran a lugar nenhum ;O bras e culpado por se expirar na antiga roma ,horrogantes, avarentos,presunçosos,inrreconcilhaveis;e amantes de si mesmo; e venerar a ditadura

cledivaldo disse...

ce vc nao te o que fazer excrua este blog pois tudo isso ae e coisa satanica111 usando a internet pr derimir a comgregaçao crista no brasil. pois saiba que ele e unica e que oas outras que ouverem com ministerios ou seja noa sendo da comgregaçao crista no brasil sao seitas como qualquer uma outra.. noa tem fundamentos nem tao pouco em a bençao de deus
e como dice o senhos jesus nos finais dos dias aparecerao falssos profetas levatariam novos caminhos mais nenhu deles e do senhor jesus entao fika esperto porque a mao de deus e pesada apaga isso excrui cancela mais decha de fika falando e ce debatendo comtra a sa doutrina de cristo

Regina Farias disse...

Cledivaldo,

'Satânico' é transformar a bênção de ter acesso a computador, internet e outros aparatos tecnológicos para se comunicar, usando tais dispositivos para dizer disparates do tipo 'sã doutrina de Cristo é CCB'.

E vá estudar que é o melhor que você faz...

Forasteiro Cristão disse...

É... Sabemos que Cristo veio para os enfermos, e quer curá-los, mas a os que nasceram e cresceram dentro da ccb muuuitos já se foram, arruinados pela forma que a CCB cruelmente os discriminaram, mataram suas almas, por motivos tão comuns; poderiam visitá-los, aconselhá-los amá-los sem falsidade, evitar as chantagens que fazem. Não que concordamos com pecado, mas ora; não é DEUS quem julga?
Pena que a maioria acreditaram que não tinha jeito mais, e se enfiaram de vez na bebida, outros na prostituição, outros se suicidaram; e, até muitos da família que não tinham nada a ver com o "peixe" se acabaram em nada. Porque eles perseguem mesmo (a família inteira). Quem não conhece a CCB na integra pode até não acreditar. Mas GLÓRIA a DEUS por estar fazendo uma GRANDE OBRA por parte da CCBJandira.

griloccb cc disse...

APDD A TODOS
CARO CRISTAO CCB.

PERDOE ME MAS ;
ASSOCIAÇAO DOS MENBROS DA CCB??
SE FOMOS BATIZADOS NA CCB,SOMOS LEGITIMADOS MENBROS DA CCB,O PORQUE NAO ESTAR CONGREGANDO NA MESMA ,.VÁ VOCE CONGREGAR VOCE EM QUALQUER IGREJA E VERAS QUE FICARA SEM LIBERDADE .TIRADA PELO HOMEM NAO DE DEUS POIS QUANDO O FILHO PRODIGO FOI EMBORA E VOLTOU SÓ OS IRMAOS NAO O ACEITARAM,O PAI O RECEBEU DE BRAÇOS ABERTOS E O PERDOOU,E SEUS BENS GASTOU COM MERETRIZES ,[PECADO ] .NAO É VERDADE??
QUANTO A SE ESCANDALEZAREM ,NAO SEI PORQUE ISTO É BIBLICO!!

POR NAO ESTAREM DEIXANDO A DESSIDENCIAS EVANGELIZAR TAMBEM NAO SEI PORQUE ;...FALOU JOAO..;MESTRE, VIMOS CERTO HOMEM QUE ,EM TEU NOME,EXPILA DEMONIOS E LHO PROIBIMOS ,PORQUE NAO SEGUE CONOSCO.
MAS JESUS DISSE;NAO PROIBAIS;POIS QUEM NAO É CONTRA NOS É POR NOS ....ISTO FOI JESUS QUEM DISSE EM LUCAS;9 VERS;49 A50.NAO É VERDADE??

TEM MUITOS NAS DESSIDENCIAS QUE SAO BATIZADOS NOVOS E ,CRIANÇAS,IRMAOS DE OUTRAS IGREJAS ENFIM.ENTAO SAO TODOS PECADORES???..NAO ESTAO TIRANDO NINGUEM DA CCB /BRAZ APENAS AJUDANDO A SE SALVAR AQUEELES QUE NAO ACEITAM LA. COMO O FILHO PRODIGO FOI REJEITADO PELOS SEUS IRMAOS .MAS QUE O PAI O ABRAÇOU

DEUS NOS DEU LIVRE ARBITRIO PARA ESCOLHERMOS O QUE NOS CAIA BEM .NAO É VERDADE??

SAUDAR UM IRMAO NA FÉ QUE BEM ESTA FAZENDO ??
MATEUS CAP;5 VERS;43 ,AO 48.

SBRE BLASFEMIA ;CAP.12 VERS;30 AO 32
30;QUEM NAO É POR MIM E CONTRA MIM,E QUEM COMIGO NAO AJUNTA ESPALHA . QUEM NAO ACEITA OUTRAS DENOMINAÇOES E DESSIDENCIAS QUEM É??
31;TODOS PECADOS E BLASFEMIA AO HOMEM SERA PERDOADO ,MAS CONTRA O ESPIRITO SANTO DE DEUS ,NAO .!!

DEVEMOS DE TOMAR CUIDADO DE ANDAR FALANDO QUE DEUS NAO ESTA AQUI OU ALI POIS PODEMOS ESTAR BLASFEMANDO CONTRA DEUS .POIS QUEM NAO É CONTRA NOS É POR NOS ..NAO É VERDADE??

PERDOE MEU IRMAO ESTE É MEU PONTO DE VISTA RESPEITO O SEU MESMO NAO CONCORDADNDO,POIS NOS VIMOS .. NAO DEIXAMOS O HOMEM DIZER ISTO É CERTO OU AQUILO POIS JESUS MORREU POR NOS P/ TEMOS LIBERDADE DE LER AS ESCRITURAS E O SERVILO .

TEMPLOS NA TERRA VAI TUDO VIRAR CINZA NO DIA DO JUIZO CONSERVAMOS O AMOR AOS FRACOS ,VENHAMOS AJUDAR A TODOS POIS AJUDANDO UM HOJE ,AMANHA ELE TE AUXILIARA NO DIA DO AMAMHA

DEUS ABEMÇOE A PAZ DE DEUS A TODOS

O HOMEM JOGA FORA E DIS QUE MUITOS SAO LIXO.E DEUS RESTITUI E RECICLA .

POIS ELE TEM O DIREITO DE TAL;

MUITOS LEVAM EM CONSIDERAÇAO AOS PROFETAS ,ETC.. E ESQUECEM O QUE O PROPIO FILHO DE DEUS DISSE ;;CUIDADO DA MEDIDA QUE MEDIR SERA MEDIDO ,NO ULTIMO DIA TERA MUITAS SURPRESAS
DEUS ABENÇOE A PAZ DE DEUS A TODOS

GRILO CCB

Regina Farias disse...

'Forasteiro Cristão',

É com muita tristeza que digo que eu também conheço algumas pessoas que padeceram desse mal, e, se não morreram, sofrem até hoje com doenças psicossomáticas que se alastraram pelos seus corpos, maltratando-os e fazendo-os lutar com doenças impertinentes e recidivantes.

E o mais dramático de tudo, é que esses mesmos que foram massacrados pela religiosidade opressora, continuam lá, temendo que a pesada mão de Deus recaia sobre eles, caso se libertem verdadeiramente desses grilhões doutrinários.

Inclusive, eu comecei a falar sobre isso lá no blog do Hélio (sem citar nomes pois essa nunca é a ideia), mas repudiando essa prática abominável, entretanto, alguns comentaristas reacionários tentaram calar minha boca numa tentativa vã de dourar a pílula, sem atentarem para as contundentes palavras de Jesus acerca do que está lá debaixo do tapete, INEVITAVELMENTE, um dia vir à tona.

Triste isso...

Unknown disse...

NÃO NECESSITA SER ABSURDAMENTE INTELIGENTE PARA PERCEBER QUE EXISTE UMA DIFERENÇA MUITÍSSIMO GRANDE DA CCB, COM A ASSEMBLEIA DE DEUS.
ESTA ÚLTIMA, ACEITA OS DICIDENTES EM FORMA DE MINISTERIO, COMO INTEGRANTES DE UMA MESMA IGREJA.
A CCB NÃO VE AS INSTITUIÇÕES RELIGIOSAS CRIADAS POR DICIDENTES, COMO PARTE DE SEU CORPO, POR MAIS SEMELHANTES QUE POSSAM SER ESTAS INSTITUIÇÕES. POR MAIS SEMELHANTE QUE SEJA POR EXEMPLO, A CONGREGAÇÃO CRISTÃ DE JANDIRA, ELA JAMAIS PASSARA DE UMA OUTRA INSTITUIÇÃO RELIGIOSA, QUE NADA TEM A VER COM A CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL.

KELCYUS disse...

Pela graça sois salvos, a salavaçãop não é vossa é dom de Deus! nos mais guardais todos os mandamentos, temos que ser crentes/evagélicos em Cristo e não em Igreja com firma geristrada na modalidade associação. No mais, Jesus Cristo vem buscar a sua Igreja, ela não temo nome preestabelecido, ela tem homens que são fiés aos seus ensinos. A Bílbia diz que aquele que anda num caminho reto e se afasta do mal esse me servirá, a bíblia nunca mencionou: aquele que é da igreja "X" ou "Y", Jesus procura os fiéis na terra, e não membros de igrejas. Obedecer a palavra é mais importante do que sacrificar a igreja ou seus membros! Deus abençoes a todos!

Aldo Santos. Ministro do Evangelho, minha igreja aqui pouco importa. Jesus é tudo em todos.

Diego Matos disse...

como podemos ter comunhão com esse tipo de denominação, que surgiu de divisões, contendas, e muitos que fundaram (não é o caso de todos), mas muitos dali pecaram, foram retirados de seus cargos, então fundaram novas igrejas.

Samuel Santos disse...

Meu caro Diego, temos que ter comunhão é com Deus e não com denominação A ou B, surgiram de divisões, dissidencias etc., a CCB também é uma dissidência.( muitos dali pecaram), uma vez interrogaram Jesus:(luc 18) 21 Então Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete?
22 Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete. Agora pergunto eu! onde está a dissid~encia, se pois os irmãos de Jandira permanecem nos primeiros rudimentos da fé, enquanto o Brás, promove reformas a ponto de trocar letras e melodias dos hinos pára que se torne reconhecido quem é CCb Bras ou ( legitimo como defendem os verdadeiros adoradores) ou CCB Jnadira (os piratas, igreja de pecadores e falsos profetas). Deixo bem claro que defendo a atitude corajoda de nossos irmão de jndira. deus abençoe a todos nós pecadores!

Marinaldo soares disse...

Sairam de Nós, mas não pertenciam a Nòs.

Lucas Jhonatas Clansa Faverin disse...

Sim houve "quebras" de ministérios, onde outras igrejas foram fundadas, mas sabemos que a A.D faz uma convenção deles aceitando todos os ministérios da própria, como também a I.B faz o mesmo.
Já a CCB tem suas denominações de dissidências ocorridas, mas ela não as aceita e muito menos há convenção. A partir que se transformou em outra denominação não pertence mais a CCB, nem mesmo a CCB-MJ, já para os Assembleianos, batistas, presbiterianos, etc... para eles não importam a denominação, mas tendo o primeiro nome é o que importa.

Rana disse...

As dissidências mostram que placa de igreja não é de DEUS, os dirigentes das organizaçõe religiosas estão a frente mais para manter o poder e o dinheiro, os verdadeiros adoradores estejam em uma ou outra denominação fazem parte da Igreja de Jesus Cristo, a noiva do Cordeiro, estes sim não são dissidentes porque onde estiverem estarão louvando a DEUS em espírito e verdade.
Quantos a estes que vivem discutindo sobre doutrina, se esta ou aquela é a correta, esquecem de viver o verdadeiro evangelho, a estes sim, os anjos vão separar como joio para ser queimado no ultimo dia.
Aos verdadeiro adoradores só restam esperar a chamada: VINDE BENDITOS DE MEU PAI, POSSUI A HERANÇA QUE ESTA PREPARADA DESDE A FUNDAÇÃO DO MUNDO.
Digo isto, porque recebi o evangelho de CRISTO, a mais de trinta anos na CCB e quando sinto que tem alguma coisa errada, algum movimento, oro muito e congrego em outra para não me contaminar com estas confusões que só fazem mal aos que verdadeiramente querem servir a CRISTO.

Postar um comentário

Comente, elogie ou critique a postagem, mas se porte como cristão, não use "palavrões" e nem ofenda pessoas ou instituições.

Seguidores