domingo, 10 de outubro de 2010

A mamadeira do diabo

7 comentários
Se você leu o artigo “Cigarro: a chupeta do diabo” já sabe qual é a minha opinião sobre o álcool, acho que o álcool é droga, vicia, mata e destrói famílias, e digo isso não por demagogia, mas por experiência de vida.
.
Mas e à luz das Escrituras Sagradas pode um cristão fazer uso do álcool?
.
Diferente do cigarro que a Bíblia não cita, o álcool é citado diversas vezes. Também não há um mandamento específico do tipo “Não beberás”, mas os exemplos citados na Bíblia também não são favoráveis ao uso do álcool.
.
Lendo o livro de Gênesis capítulo 3, vemos que após Adão e Eva comerem do fruto da árvore proibida, ambos passaram a enxergar a própria nudez e tiveram vergonha dela, por isso, se cobriram com folhas pra apresentarem se a Deus quando chamados por Ele,  posteriormente o próprio Deus criou para Adão e Eva vestes com pele de animais. Desde então, o homem, com exceção os índios, passaram a cobrir suas partes intimas com roupas, os tipos de vestes variavam e variam de acordo com a cultura dos povos.
.
O leitor deve estar se perguntando o que Adão, Eva, o fruto proibido e a nudez têm haver com o uso do álcool? 
Em minha opinião: tudo. Afinal, a primeira citação do uso do álcool pela Bíblia é em Genesis 9:21, que narra a experiência de Noé, vejamos o trecho: “Bebendo do vinho, embriagou-se e se pôs nu dentro de sua tenda”, nessa época o homem já tinha ciência do bem e do mal, portanto, o fato de ficar nu já constituía em vergonha. Portanto, a primeira lição que tiramos já da primeira citação é que o uso não moderado do álcool pode trazer vergonha ao seu usuário e causar escândalo a terceiros.
.
Nos dias de hoje não é diferente, muitos após alguns goles desembestam a falar abobrinhas, fazerem brincadeiras de mau gosto e até fazer escândalos.
.
Já ouvi pessoas dizendo que se beber fosse pecado o primeiro milagre de Jesus não seria transformar água em vinho (João 2:11).  Penso que as pessoas que fazem tal afirmação na verdade desconhecem ou ignoram o significado desse grande feito de Jesus e o porquê disso ter acontecido, por um acaso, numa festa, na Galiléia. A transformação da água em vinho não foi um incentivo ao uso do álcool, mas o cumprimento das profecias dos profetas que vieram antes do Salvador, vejamos:
.
Isaías profetizou que o Messias exerceria ministério na Galiléia: “Mas para a terra que estava aflita não continuará a obscuridade. Deus, nos primeiros tempos, tornou desprezível a terra de Zebulom e a terra de Naftali; mas, nos últimos, tornará glorioso o caminho do mar, além do Jordão, Galiléia dos gentios. O povo que andava em trevas viu grande luz, e aos que viviam na região da sombra da morte, resplandeceu-lhes a luz” Isaías 9:1-2.
.
Vemos o cumprimento em Mateus 4:13-15: “e, deixando Nazaré, foi morar em Cafarnaum, situada à beira-mar, nos confins de Zebulom e Naftali; para que se cumprisse o que fora dito por intermédio do profeta Isaías: Terra de Zebulom, terra de Naftali, caminho do mar, além do Jordão, Galiléia dos gentios!”
.
Moisés também anunciou que Jesus viria como um profeta, vejamos: “O SENHOR, teu Deus, te suscitará um profeta do meio de ti, de teus irmãos, semelhante a mim; a ele ouvirás” Deuteronômio 18:15
.
O que se cumpriu em: “Vendo, pois, os homens o sinal que Jesus fizera, disseram: Este é, verdadeiramente, o profeta que devia vir ao mundo” João 6:14
.
A questão do objeto do primeiro milagre de Jesus ser o vinho é secundária, Jesus e os seus estavam numa festa, um casamento é motivo de se alegrar e o vinho é umas das formas de tornar as coisas mais alegres, por isso, desde a antiguidade o álcool culturalmente está presente nas festividades da maioria dos povos.
.
Álcool beber ou não beber?
.
Para responder a pergunta acima muitas vezes recorremos a 1° Coríntios 6:12: “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm”. Alguns acham que é permitido e outros não.
.
Mas sendo o álcool uma droga que causa dependencia, portanto, leva ao vicio, temos que nos perguntar: É licito que mesmo após Jesus ter dado sua vida na cruz para que os homens fossem livres o homem se permita ser dominado pelo seu vicio/alcool?
.
Também com base em 1° Corintios 6:12 respondo essa pergunta: Não convêm, vejamos porque: “Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas.”
.
Se fumar é queimar dinheiro, ingerir álcool é jogar dinheiro pelo ralo, além de que, só traz prejuízos a saúde daquele que bebe.
.
Novamente caímos aqui na questão que já abordei no texto sobre o cigarro/tabagismo, ou seja, que o nosso corpo é templo do Espírito Santo (1° Coríntios 6:19) e que ingerir coisas que fazem mal ao nosso corpo é contribuir para a destruição do templo onde o Espírito Santo faz morada.
.
Respeito o gosto daqueles que apreciam bebidas alcoólicas e tolero os que bebem moderadamente.
.
Àqueles que bebem exageradamente e são motivos de tumulto/escândalo evidenciam perante a sociedade as conseqüências do seu vicio como um defeito moral, evidenciam também perante a comunidade religiosa a qual freqüentam sua imperfeição, pois, quando o consumo do álcool é exagerado torna-se alcoolismo (doença), e são as consequências do alcoolismo que leva a tanto sociedade religiosa e quanto não religiosa a censurar e condenar o uso do álcool. Por isso, os ministros devem se abster do alcool, para que não sejam repreensíveis, conforme descrito em 1° Timóteo 3:1-3: “Fiel é a palavra: se alguém aspira ao episcopado, excelente obra almeja. É necessário, portanto, que o bispo seja irrepreensível, esposo de uma só mulher, temperante, sóbrio, modesto, hospitaleiro, apto para ensinar; não dado ao vinho, não violento, porém cordato, inimigo de contendas, não avarento”.
.
Como vimos no artigo sobre cigarro, o artigo “A chupeta do diabo”, uma das definições de vicio também é “tendência habitual para o mal”, no caso do álcool, assim como em outros tipos de drogas ilícitas, isso infelizmente é uma triste realidade.
.
Um estudo da UNIFESP analisou 130 processos de homicídio entre 1990 e 1995 (correspondendo a 14% do total de homicídios), que foram julgados nos tribunais de Júri de Curitiba, PR.  Os resultados sugerem que 58,9% dos autores dos crimes estavam sob o efeito de bebidas alcoólicas na ocorrência, o mesmo ocorrendo com 53,6% das vítimas. Quando se consideraram os processos criminais como unidade de análise, observou-se que, em 76,2% dos 130 processos, a vítima e/ou o autor do crime estavam sob o efeito do álcool no momento da ocorrência.
.
Estudos também mostram que em 61% dos acidentes de transito o motorista estava sob influencia do álcool, o resultado da combinação álcool e direção é que todos os anos cerca de 30 mil pessoas têm suas vidas ceifadas e 200 mil ficam feridas, nem sempre o condutor alcoolizado é a vitima.
.
Como cristãos temos que acatar a Bíblia, que para nós cristãos é a Palavra de Deus e regra de fé, e ela nos diz: “abstende-vos de toda aparência do mal” 1 Tessalonicenses 5:22, portanto, se você é uma pessoa que não consegue ser moderado, e se deixa dominar pelo álcool, maltratando sua família por um vicio que você tem ou anda colocando em risco outras pessoas fazendo barbaridades no transito , então, é melhor parar de beber.
.
O álcool não é muleta, ele pode fazer com que esqueçamos momentaneamente os nossos problemas, mas ao passar a embriaguês, além da ressaca, veremos que os nossos problemas continuam a existir e do mesmo tamanho, quando não maiores.
.
O álcool não é o passaporte para a alegria, ele pode te dar a ilusão de que nós somos desinibidos e estamos felizes, mas ao passar a embriaguês, além da ressaca, veremos que foi era apenas ilusão e que de fato não fomos felizes.
.
Se você é um alcoólatra rogue a Deus, e também se esforce para se livrar do vício, procure também ajuda especializada os AA (Alcoólicos Anônimos) podem te ajudar. Isso será bom para você mesmo, seu corpo, sua saúde e sua família agradecem.
.
De fato a Bíblia não tem um mandamento do tipo “Não beberás”, mas ensina:
.
“É bom não comer carne, nem beber vinho, nem fazer qualquer outra coisa com que teu irmão venha a tropeçar [ou se ofender ou se enfraquecer].” Romanos 14:21
.
“O vinho é escarnecedor, e a bebida forte, alvoroçadora; todo aquele que por eles é vencido não é sábio” Provérbios 20:1
.
“Não estejas entre os bebedores de vinho nem entre os comilões de carne” Provérbios 23:20.

Aos que bebem: Beba com moderação! Se beber não dirija!
.
Aos que pararam de beber regozije-se em poder dizer: Limpo por mais um dia!
.
Aos que nunca beberam eu diria: Evite o primeiro gole!



Referências bibliográficas

Duarte, P.C.A.V. e Cotrim, B.C. Álcool e violência: estudo dos processos de homicídio julgados nos Tribunais do Júri de Curitiba, PR, entre 1995 e 1998. J. Bras. Dep. Quim. 1(1): 17-25, 2000 (8 págs.).

Alcool X Trânsito. Detran - Estado do Pará

7 comentários:

Anônimo disse...

Comer tbm causa vicio.

Cristão CCB disse...

Correto!

"invejas, bebedices, GLUTONARIAS e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam" Gálatas 5:21

OBSERVAÇÃO: glutonaria = vício do glutão; glutão é aquele que come muito.

“Não estejas entre os bebedores de vinho nem entre os COMILÕES de carne” Provérbios 23:20.

“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu NÃO ME DEIXAREI DOMINAR POR NENHUMA DELAS" 1° Corintios 6:12.

Fraterno abraço,

Mario

João Carlos disse...

Prezado Mário,

Gosto muito do texto de Mateus 11:16.19 que registra as palavras de Jesus assim:

"Mas, a quem compararei esta geração? É semelhante aos meninos que, sentados nas praças, clamam aos seus companheiros: Tocamo-vos flauta, e não dançastes; cantamos lamentações, e não pranteastes.
Porquanto veio JOÃO, NÃO COMENDO E NÃO BEBENDO, e dizem: TEM DEMÔNIO.
Veio o FILHO DO HOMEM, COMENDO E BEBENDO, e dizem: Eis aí um COMILÃO E BEBEDOR DE VINHO, amigo de publicanos e pecadores. Entretanto a sabedoria é justificada pelas suas obras".

Agora digo eu: Quando não come e não bebe (João) é chamado de endemoniado. Por outro lado, se come e bebe (Jesus) é um legítimo fanfarrão.

Sou cristão, tomo vinho e cerveja com moderação, respeito quem não bebe e não incentivo ninguém que não bebe a experimentar. Não por achar certo ou errado e sim que cada um sabe o que lhe é lícito ou não.

Tenho um texto que fala mais sobre o assunto em meu blog, caso queira dar uma olhada:

http://superjotablog.blogspot.com/2010/01/que-vinho-voce-bebe-amem-de-qualquer.html

Forte abraço!

JC

Regina Farias disse...

Mario,

Gostei do texto! (Pra variar rss)

Até tomar refrigerante demais também faz mal...

Aliás, tudo que é feito com COMPULSÃO traz males de toda sorte pra si mesmo e "respingando" nos demais.

Só acrescentaria que Jesus fez o "milagre do vinho" para que as pessoas não se dispersassem. Fazia parte da cultura o demorar nas comemorações. As festas duravam até dias e o sentido de compartilhar, de estar junto, de alegrar com os que se alegram, de festejar, de celebrar a vida, é presença marcante no Evangelho.

Abs,

R.

Anônimo disse...

Voces ja ouviram esta frase todos veem as bebidas que eu tomo mas ninguém ve as quedas que eu levo a caridade esta se acabando no coração do povo de deus ao invés de criticar ore para deus fazer uma obra

J. ANDRÉ disse...

Meu caro amigo anônimo, li o artigo, e você está equivocado, este artigo escrito, vem apenas a ensinar e não criticar, se a lei do brasil tem tolerância zero para com os motoristas usuários de alcool, imagine Deus para com os crentes! Vamos usar maconha com moderação? Vamos fumar cigarro com moderação? Não,porque como o alcool, essas substâncias causa dependência, vicia, e prejudica a saúde física e mental! Resumindo, alcool não tem nada de bom a acrecentar para a vida das pessoas! Para você amigo que bebe amigavelmente, tente ficar 6 meses sem beber para ver se consegue?
A paz de Deus a todos!

PABLO ABÍLIO disse...

Sim, Jesus bebeu vinho e deu de beber naquele casamento.


Mas ninguém falou de embriaguez.


Assim como ninguém vai deixar de comer e viver de fotossíntese.


A vida é a difícil arte do equilíbrio.

Postar um comentário

Comente, elogie ou critique a postagem, mas se porte como cristão, não use "palavrões" e nem ofenda pessoas ou instituições.

Seguidores

Divulgação