terça-feira, 5 de outubro de 2010

A chupeta do diabo

9 comentários
Do Leitor:
 
APDD,  Olhe, sei que tem andando bastante ocupado. Mas se tivesse disponibilidade, gostaria que escrevesse um artigo no seu blog, sobre o Tabaco e a sua proibição (ou não) de usar pelos cristãos. Se o fizesse ficaria muito agradecido.

Deus te abençõe!

Fernando 



Minha resposta:

Caro Fernando, e demais leitores que a paz e o amor de Deus, por Jesus Cristo, seja em vossos corações!

Visto que o cigarro/tabaco é uma droga licita (legal / autorizada) e que causa dependencia, iniciarei este estudo abordando primeiramente o que vem a ser o vício.

Segundo o dicionário, algumas definições para vicio são: 
.
  • Defeito físico e moral
  • Deformidade, imperfeição 
  • Falta, defeito, erro 
  • Costume censurável e/ou condenavel 
  • Tendencia habitual para o mal.

Pesquisando na minha Bíblia de estudo Thompson (Almeida Contemporânea) e também nas versões da SBB (Sociedade Bíblica do Brasil) não há nenhuma citação  na Bíblia que se refira ao cigarro em especifico.

Para o cigarro eu adotaria a mesma postura que tenho para com o alcool, ou seja, sempre que me perguntam sobre o alcool, digo que o álcool é uma droga que vicia, mata e destroi familias. A unica diferença que vejo entre o cigarro  e a bebida é que o  tabaco é menos maléfico para a familia, e atinge principalmente o individuo que faz uso deste tipo de droga, exceto se o fumante não respeitar os não fumantes durante o ato de fumar.

Quando lemos os 10 mandamentos, revelados por Deus à Moisés, citado no livro do Êxodo capítulo 20, explicitamente somos esclarecidos sobre aquilo que não devemos fazer, honestamente, na Bíblia não há nenhum mandamento do tipo “Não fumarás”, mas isto não significa que os cristãos estão liberados, é a aquela história que conhecemos bem: “todas as coisas são licitas, mas nem todas as coisas convêm” 1º Corintios 6:12.

Se o tabagismo fosse algo benéfico não sofreria tantas restrições por parte dos governos no mundo todo. Recentemente o governo do Estado de São Paulo criou uma lei que restringe o fumo em determinados ambientes, com isso, a atividade de fumar tornou-se algo anti-social, como vimos no inicio deste texto, uma das definições de vício é “tendencia para o mal”, e a Bíblia que para nós cristãos é a Palavra de Deus e única regra de fé e conduta nos diz: “abstende-vos de toda aparência do mal” 1 Tessalonicenses 5:22.

Suponhamos que fumar não seja um pecado,  mesmo assim devemos evitar, pois, nós que almejamos ser a luz do mundo devemos servir de exemplo tanto aos crentes quanto aos não crentes, e isso é um tanto complicado se moralmente somos passíveis de censura por causa do fumo, e a censura passa a existir efetivamente a partir do momento em que as pessoas/governos passam a encarar o ato de fumar como algo anti-social.

Digamos que um cristão faça uso moderado do cigarro, em minha opinião, ainda assim ele está dando um mau exemplo, pois, está fazendo uso de algo que é nocivo a si mesmo e a terceiros.

Não nos esqueçamos também que as crianças imitam os adultos, e o tabagismo é um péssimo comportamento para as criaças imitarem, principalmente, porque faz mal para saúde. Aliás, nosso corpo é o templo do Espírito Santo (1° Coríntios 6:19), se diariamente lançamos mão de coisas que sabemos que afetam a saúde do nosso corpo, nos matando a cada tragada, estaremos também a cada tragada destruindo nada menos que o templo onde habita o Espírito Santo de Deus.

Não sei se agora estou sendo muito radical, mas vejo desta forma: o fumante é um suicida que se mata a cada tragada, e ao mesmo tempo é um homicida porque envenena as pessoas que estão a sua volta a cada emissão de fumaça através sua boca ou nariz.

Reflita comigo: os suicidas e homicidas herdarão o Reino dos Céus?

Jesus deu sua vida na cruz para que através do derramamento de seu sangue o homem fosse livre, um viciado não tem controle sobre seu vicio, portanto, torna-se escravo do seu vício. Acho que aqui cabe a outra metade do versículo de 1º Corintios 6:12 que poucos citam/conhecem, vejamos: "Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas"

Não sou dono da verdade, muito menos é esse texto a verdade absoluta, longe de mim parecer ser um juiz que  condena ou absolve os irmãos e irmãs fumantes.

No mês de julho estive na  “Exposição Corpos” (Link) no Ibirapuera / SP, tive a oportunidade de ver de perto, ao vivo e a cores, um pulmão de um fumante e um não fumante, lado a lado. É algo feio de se ver.

Imagino que não seja fácil se livrar de um vicio, mas hoje em dia, só é fumante quem quer, existem muitos métodos de se livrar do vicio do cigarro, inclusive, muitos desses tratamentos estão disponíveis no sistema publico de saúde.

Ocorreu-me algo na mente agora, nem ia escrever, mas fica como uma dica minha para os irmãos e irmãs fumantes que desejam parar de fumar, façam o seguinte: pegue seu maço de cigarros e com uma tesoura corte os cigarros ao meio, assim, mesmo você fumando a mesma quantidade de cigarros por dia estará fumando apenas metade do que está habituado, com o tempo diminua a quantidade de cigarros ou o comprimento deles.

Aos fumantes eu aconselho que roguem a Deus, e que também se esforcem para se livrar do vício, afinal, isso será bom para você mesmo. Seu corpo e sua saúde agradecem.

Aos que nunca fumaram eu diria: Evite a primeira tragada!

Nota: "Chupeta do Diabo" é o nome dado ao cigarro por organizações como a OMS (Organização Mundial de Saúde).
.
Fraterno abraço,
.
Mario

.
*ESTE TEXTO FOI CRIADO PARA TENTAR ESCLARECER A DÚVIDA DE UMA PESSOA EM ESPECIFICO, MAS DEVIDO A IMPORTANCIA DO TEMA REPLIQUEI O TEXTO AQUI, POR ISSO, ELE RECEBE A MARCAÇÃO DE "CONSULTÓRIO CRISTÃO CCB".

9 comentários:

J. ANDRÉ disse...

Meu pai fumou por mais de 30 anos, e graças a Deus faz 5 anos que ele não fuma mais, uma libertação de Deus, e falo a vós, o cigarro não tem nada de positivo a acrescentar a vida! Apenas amargura e ranger de dentes!

Cristão CCB disse...

J. André, a paz de Deus!
Minha mãe também fumou por grande período, realmente nada acrescenta a nossa vida, pelo contrário ele rouba a vida.
Abs,
Mario

Marcos disse...

Irmãos,

Eu fumei muito, mas ja fazem vários anos que parei. Voltei a praticar esportes e me alimentar melhor. Minha vida e saúde melhorei em todos os aspectos. Desde a vida amorosa até profissional.

Parar de fumar é uma obrigação para quem quer viver melhor.

Abs

Regina Farias disse...

Mário,

Fui fumante por mais de vinte anos, desde os 19 anos de idade até quase sete anos atrás, poucos meses antes da minha conversão ao Cristo da Cruz e por isso, posso dizer, de cátedra, que é a pior babaquice que alguém pode fazer consigo mesmo.

E eu considero pecado, sim, no sentido de que prejudica a nossa saúde, assim como é pecado comer com compulsão(Gula) inclusive este último colocado no mesmo parágrafo da lista sinistra onde estão a bebedice, a inveja, a prostituição, as dissenções, etc., que nos apontam o SER como um todo, na sua forma holística ensinando que devemos ter uma vida saudável em todos os aspectos. Com certeza, se fosse nos dias atuais, Paulo colocaria o cigarro entre estes.

Seu texto é muito esclarecedor, mas permita-me discordar - em parte -quando você diz que só é viciado quem quer por ter muitos métodos para se abandonar o cigarro, pois não é tão fácil assim; os métodos, as técnicas, por mais que sejam eficazes, a gente sempre volta, eu mesma tive vários momentos assim, teve época que passei até um ano sem fumar e quando voltei foi "pra valer".

Entretanto, como no final você atenta para que se coloque no Altar do Senhor, aí sim, eu concordo! Pois só pedindo a ajuda sincera de Deus, sim, se torna eficaz essa luta! E o mal é cortado pela raiz, pois a obra de Deus é perfeita!

E você disse algo contundente e real: o cigarro rouba a vida! Ele nos engana dizendo que está nos acalmando, mas é mentira, produz mais ansiedade e provoca males terríveis ao organismo! Ou seja: prejudica a mente e o corpo. Daí ser pecado fumar. É assim que eu vejo, particularmente.

Quanto ao vício, de modo geral, mesmo sem fumar, ou beber, ou outros maus hábitos mais visíveis, existem outros vícios terríveis porém velados típicos da natureza caída e que têm a ver com o caráter, que são igualmente abomináveis aos olhos de Deus, e não porque Ele é turrão e intransigente mas porque ele quer que a nossa vida relacional seja saudável, agradável, sincera, prazerosa,não invejosa ou lamuriosa, enfim, vida em abundância em todos os sentidos.

Parabéns pelo texto!

Abs,

R.

Cristão CCB disse...

Irmão Marcos e irmã Regina, a paz de Deus seja com vós!

Acho importante seus testemunhos, pois, falam com conhecimento de causa.

Regina, você está está cheia de razão ao discordar de mim, tomo por base a minha mãe, ela vivia tentando parar de fumar, mas não conseguia. Uma vez ele foi operada da gastrite, ficou um tempo no hospital impedida de fumar, quando voltou para casa ficou um bom tempo sem fumar, mas depois teve um recaída.

Digamos que o correto seria eu escrever que hoje é mais facil para quem tem o desejo de parar de fumar, pois, podem contar com o apoio de tratamentos e médicos especialistas, inclusive na rede publica de saúde.

A todos(as), obrigado pelos comentários.

Fraterno abraço,

Mario

Regina Farias disse...

Mário,

Na verdade, eu me expressei mal usando o verbo discordar, pois você disse tudo com categoria. Eu devia dizer era "complementar" e enfatizar o que você falou em relação ao pedido sincero de ajuda Àquele que tudo pode.

É isso!

Torno-me repetitiva, mas não canso de dizer que louvo a Deus pela sua vida, pelo trabalho evangelístico que você realiza através desse blog para abençoar mais e mais pessoas. (Euzinha incluída:)

Deus te abençõe grandemente!

R.

Esaú Maia disse...

Olá!

Achei o blog muito interessante e o texto também. É um assunto que realmente precisa ser discutido.
É dificil aceitar que as pessoas consumam um "produto" tão nocivo à saúde, e isto vem escrito, explicitamente, na propria embalagem. Sem falar que os chamados "fumantes passivos" (os que estão proximos do fumante) sofrem muito mais com essa prática, pois já ouvi dizer que o cigarro é sete vezes mais perigoso para os fumantes passivos do que para os ativos, ou seja, os que de fato fumam.

E muitos cristãos dizem: "ah! mas a Biblia nao fala que é proibido". Mas é como diz a Palavra, "tudo posso, mas nem tudo me convem". E concordo quando vc diz que devemos ser exemplos, em TUDO. Não apenas em valores cristãos, mas em valores éticos, morais, etc.

Deus abençoe. Abraço!

Paulinho Alma disse...

É oportuno mencionar que o hábito de fumar cachimbos não vicia, pois cachimbo não se traga e os tabacos utilizados são de ótima qualidade - o que não ocorre com os cigarros. Há uma pesquisa realizada pelo governo americano (pouco divulgada!) concluindo que pessoas que fumam cachimbo vivem mais do que aquelas que nunca fumaram; especula-se que tal resultado "favorável" se deva ao fato de que fumar - até mesmo cigarros! - combate o "stress" - esse sim, muito prejudicial à saúde.

"O relatório do Ministério da Saúde “Fumar e Saúde” (No. 1103, página 112) menciona, “Taxa de mortalidade para fumantes atuais de cachimbo mesmo com homens que fumam 10 fornilhos por dia, e homens que fumaram cachimbo por mais de 30 anos é 3x superior à da população não fumante padrão.” Na página 92 o relatório também afirma, “Fumantes de cachimbo que inalam (tragam) vivem tanto quanto não fumantes e fumantes de cachimbo que não tragam vivem mais que não fumantes.

O que? Expectativa de vida para fumantes de cachimbo é três anos maior que para não fumantes. Tente usar este argumento com um ativista anti-tabaco. Claro que isto não é para encorajar as pessoas a fumar, mas tem muito a ver com a personalidade do fumante de cachimbo típico. Muitos são do tipo “B” enquanto muitos fumantes de cigarro são do tipo “A” . Portanto um fumante de cachimbo, em média, é uma pessoa mais descontraída. Segundo, fumar cachimbo é muito relaxante. Os níveis de stress são sensivelmente reduzidos quando está-se fumando um cachimbo.

Os charutos também são relaxantes ao que parece, mas não tanto quanto os cachimbos. Fumar cigarros não é uma experiência tão relaxante, é mais uma necessidade de nicotina."

Resumo de notas da conferência de Henri P. Gaboriau – Médico da cidade de Seatle (USA) – Março 2002.
Direitos Autorais© 2001 – 2002 Clube do Cachimbo de Seatle.
Traduzido por Alfredo A. Maia.

FONTE: http://sobrefumaca.wordpress.com/2002/03/15/fumar-prejudica-a-saude/

Segue, também, link sobre grandes teólogos que fumavam. Durmam com esse barulho! Tem muito cristão equivocado, interpretando textos fora dos contextos.

http://diarionews12.blogspot.com.br/2011/02/crentes-que-fumam-e-pastores-essa.html

Paulinho Alma disse...

Além do mais, essas questões do Politicamente Correto são, muitas vezes, artimanhas do Poder Público para formatar nossas mentes, pois sabemos que este - o Poder Público - não demonstra, e nunca demonstrou, verdadeira preocupação para conosco; o Aquecimento Global é apenas uma TEORIA defendida por "agentes chapas-brancas", e o tabagismo não é pior do que o "stress", causado pelo estilo de vida que o Sistema preconiza. As ideias Politicamente Corretas nada têm a ver conosco, Povo de Deus.

Postar um comentário

Comente, elogie ou critique a postagem, mas se porte como cristão, não use "palavrões" e nem ofenda pessoas ou instituições.

Seguidores

Divulgação