segunda-feira, 12 de julho de 2010

Seja um cristão sem mascaras

7 comentários
O Brasil é o país do carnaval, uma festa popular onde as pessoas saem pelas ruas fantasiadas com mascaras, algumas são mais ousadas e saem nuas pelas ruas. 
. 
Uma mascara pode esconder a identidade de uma pessoa ou então mostrar quem ela realmente é.
.  
No carnaval, as fantasias podem ser coisas da realidade, portanto, racionais e comuns a vida cotidiana, ou então, coisas surrealistas que só existem no imaginário das pessoas que a vestem, portanto, inalcançaveis.
.
Algumas pessoas vestem suas mascaras com a finalidade de esconder quem realmente são, outras usam pessoas usam mascaras para esconder as “deficiências” da sua alma.
.
Todos usam ou um dia usaram algum tipo de mascara um dia, os que negam isto estão vestindo a mascara da mentira.
.
Os cristãos devem estar desprovidos de mascaras porque ou elas proferem mentiras, ou então, escondem a verdade. Não é uma boa atitude usarmos mascaras para sermos aceitos e amados, pois, mascaras são mascaras e elas sempre caem.
.
Vamos então as principais mascaras usadas por alguns cristãos nos dias atuais:
.
Mascara do legalismo: trajados com hipocrisia, se preocupam mais com a aparência do frasco do que com o cheiro do perfume, biblicamente falando, são como sepulcros caiados, ou seja, limpo por fora, mas cheio de rapina por dentro. São como os fariseus do passado, que nos templos encenavam um tipo de “crente” que não aplicavam no dia-a-dia. São aqueles que são capazes de enxergar a quilômetros o cisco no olho de um irmão, mas não é capaz de enxergar a trave diante dos seus olhos a um palmo do seu próprio nariz. São os típicos “crentes firmes e fiéis até o fim” que a própria Bíblia desmascara quando diz que na terra não existe um justo sequer (Romanos 3:10), ou então, quando testemunham assumem que “Deus não olhou suas faltas e nem fraquezas e veio ao seu encontro”.
.
Mascara da autoconfiança: é similar aquela vestida pelo apostolo Pedro que julgando-se mais forte e melhor que os demais apóstolos disse a Jesus que ainda que todos o abandonassem ele jamais o abandonaria e que estava preparado para ser preso e morrer com Jesus, mas que instantes depois, sem sua mascara, negou a Jesus por três vezes dizendo que não conhecia o Messias, após ter falhado, sem a mascara da autoconfiança Pedro chorou.                
Quantos cristãos nos dias de hoje apontam e falam dos seus irmãos dizendo que fraquejaram ou “pecaram de morte”, como se não estivessem sujeitos as tentações ou as mesmas coisas que levaram ao seu irmão a pisar em falso, como se tivesse a certeza que jamais cairá ou fraquejará?
.
Mascara da Piedade: alguns crentes tentam mostrar-se mais crentes e piedosos do que realmente são, mostrando uma espiritualidade que não tem. Fazem como Moisés que ao descer do monte Sinai com as tabuas das leis e tinha o rosto com brilho resplandescente, por isso, Moisés colocou sobre sua face um véu para que as pessoas conseguissem se aproximar dele, mas o brilho se dissipou e Moisés continuou usando o véu para que as pessoas não percebesse que a glória estava acabando.
.
Mascara do povo zeloso e de boas obras: é a mascara que alguns grupos cristãos usam para roubar a glória de Jesus Cristo que morreu por todos os pecadores para que toda a humanidade fosse salva, enfim, apresentam-se como sendo a própria graça, e negam ser apenas um membro de um corpo com muitos membros cuja cabeça deste corpo é Jesus Cristo, é bem como disse certa vez o nosso irmão Hélio, é o caso do ramo que quer ser arvore.   
.
Mascara da benção: é a mascara usada pelos pentecostais de “terceira onda” (neopentecostais), que pregam a teologia da prosperidade, e assim como um tsunami destroem a consciência dos crentes de que os servos devem servir Deus e não serem servidos por ele.
.
Felizes são aqueles que fazendo parte de uma comunidade cristã já entenderam que em Cristo podemos viver sem mascaras para que se resplandeça a luz e a verdade, ou então, que já percebeu que a cada dia retiramos do nosso rosto uma mascara que preserva a identidade do velho homem, aquele homem que ainda não conhecia a Deus, os crentes devem se despir de toda casca que impedem que nos mostremos como realmente somos. Reflita se o tipo o seu testemunho enquanto cristão é algo tangível, ou algo surrealista que só existe na sua cabeça.

7 comentários:

Daniel Pereira disse...

Mário, não tem como negar, o Espírito Santo guiou tua digitação!

Que texto meu caro, uma bela pregação.

Glória a Deus por este texto.

Deus abençoe sua vida, meu caro.

Abraço.

Cristão CCB disse...

Daniel, irmão querido.

Houve um tempo em que usei da mascara legalista, da autoconfiança e da piedade, e eu acreditava que era possível ser firme e fiel até o fim seguindo a cartilha dos homens, mas com o tempo fui tirando minhas mascaras, coisas que muitos não fazem por vaidade e desconhecimento da Palavra de Deus.

O legalismo foi substituido pela sinceridade, a autoconfiança foi substituido pelo desejo de servir melhor ao nosso Deus, a piedade continua a existir e trabalha junto com a caridade, só que não é uma mascara, é o fruto de um coração mole e bastante sofrido.

Deus te abençoe também!

Fraterno abraço,

Mario

Maria Simone disse...

Mário,
Você fez me lembrar um ensinamento do Senhor Jesus Cristo, quando ele disse pelo fruto vós conhecereis a árvore. Se a árvore for boa produzirá fruto bom e se for má produzirá frutos maus.
Portanto meu caro, dificilmente a árvore má dará bons frutos.
Ás mascaras dos crentes caem quando eles abrem a boca ou quando se deparam diante de determinadas situações, pois só assim, percebem que não guardaram azeite(palavra) suficiente.
De nada adianta acharmos que sabemos tudo; O Senhor Jesus Cristo também disse que se não nos fizermos como crianças, sendo humildes, não entraremos no Reino de Deus.
Está também escrito: das crianças é o Reino dos Céus.
Não adianta fingir sermos o que não somos, pois é o espírito quem nos dá toda a inspiração.

Regina Farias disse...

Mário,

"O legalismo foi substituido pela sinceridade, a autoconfiança foi substituída pelo desejo de servir melhor ao nosso Deus, a piedade continua a existir e trabalha junto com a caridade, só que não é uma máscara, é o fruto de um coração mole e bastante sofrido".

Que coisa maravilhosa!

Deus te abençõe!

R.

Celina disse...

difícil até comenar sobre o que você escreveu.
Eu tento o máximo que posso não ter mascara, que ser do jeito que Deus me desenhou, com meus erros, mas mais ainda com minha vontade de errar menos. Mas tem pessoas que se dizem prefeitas, como você escreveu não olha a própria trave a frente de seus olhos. Isso as vezes me enfraquece, mas como já cansei de ouvir, devemos olhar a Deus e nunca aos homens, por isso me mantenho firme no caminho. Um caminho lindo que quero trilhar e ensinar meus filhos a isso tb.
Lindo texto irmão.

Anônimo disse...

eu devo te um caminhão de mascara, tambem sou farizeu (escuto musica escondido dos irmãos e desligo o radio rapidinho quando chega alguem perto) eta crente fraco. Mais tem uma coisa que esta me matando, destruindo minha alma, minha felicidade está indo embora, minha vida é só tristeza, não sei se é mais uma mascara, mais vou tentar resumir: vim para a ccb com 12 anos hoje tenho 33, com 18 anos comecei a paquerar uma moça,dei baixa do exercito e começamos a namorar firmes, tai oi meu erro, eu não a amava. passaram-se 1 ano e 4 meses e minha vida virou um inferno, foi em março de 98 numa reunião de mocidade no onibus vi uma moça que tinha se mudado para nossa cidade, e adinvinhe, aquela imagem não saiu mais do pensamento, e cada dia que passava ficava mais forte, não conseguia tirar os olhos dela. contei para minha namorada que chorou muito, mais não terminou comigo. O tempo passou e marcamos o noivado, outro erro, julgava que aquele sentimento era do adiversário, que acabaria depois do casamento. Meu pensamento era nesse novo e terrivel amor, fazia de tudo para ve-la, e por duas vezes fiquei sozinho com ela, e pensei vou me declarar, mais nas duas vezes faltou coragem, sai quase chorando nem consegui dormir. então marcamos o casamento, meu erro Fatal, casamos, e meu coração quase explodiu quando ela chegou perto para comprimentar, agarrei a sua mão e não queria nunca mais solta-la, mais ela se foi para sempre. Começamos a vida de casados, e o amor que eu achava que era diabólico não me deixou, eu via o seu nome em tudo, aquele véu com a renda de coraçãozinho nunca abandonou minha mente, seu sorriso me enchia de alegria, e sempre que passava no bairro que ela morava desviava a rota para passar em frente a sua casa na tentativa de ve-la. comecei a sonhar durante as noites, e dos sonhos não queria mais acordar. Ela começou a namorar e eu pensei que agora esqueceria, mais o tempo passava e o amor ficava mais forte. Raiva senti do cara que ela namorou, iludiu ela e a abandonou, não conseguiu mais namorado na ccb, se bem que tentou namorou um filho de ancião, mais quando soube do ex dela, tambem a deixou, minha esposa viu a raiva que fiquei do cara, e brigamos. Continua...

Anônimo disse...

. Bem mais ja se passaram 12 longos anos desde março de 1998, nos ultimos anos consegui controlar um pouco este sentimento principalmente depois que veio um filho hoje com seis anos, mais não consegui tira-lo do coração, e repeti pensando nela diversas vezes esta fraze: dizer que te amo é traição ao meu casamento, mais dizer que não te amo é trair meu coração. mais nestes ultimos dias , no orkut achei as fotos do seu casamento, Deus a noiva mais linda que eu ja vi, como queria estar a seu lado, tinha tanto amor guardado no peito só para você, eu ia ser tão feliz contigo Então comecei a me achar um covarde, falso, farizeu, mascarado, por não me declarar a ela quando tive oportunidade, e levar um casamento na raça fingindo ser feliz enganando a mim mesmo. esqueci de dizer que muitas vezes orei para Deus me livrar deste amor terrivel e colocar amor pela minha esposa mais não fui ouvido. Então revisei toda a minha vida, e baseado em palavras, testemunhos e conselhos cheguei a conclusão que falhei ao servir a Deus, que este amor tão forte, tão bonito, tão perceverante por aquela moça, que julguei diabólico, foi Deus que me fez sentir, mais não dei o devido valor lutando para esquece-lo, e não esperei com paciência Nele, e arranjei um namoro e um casamento sem ao menos buscar a palavra, um amigo me disse que eu estava me precipitando, mais achei que o errado era ele. Hoje estou sofrendo demais, ja pensei até em sumir, abandonar tudo viver no isolamento e na solidão, mais ainda acredito num Deus que me fara dar a volta por cima, nem que leve mais 12 anos
Não pense que por isso não me dou bem com minha esposa, faço tudo que eu posso para não entristece-la, mais não consigo dizer a ela eu te amo, ou chamala de meu amor, infelismente não consigo. Amigo irmão descupe-me ter saido do conteudo do texto mais precisava desabafar com alguem, e quando pesquisei o meu problema cai direto aqui. não vou me identificar pois este assunto poucas pessoas sabem, e não quero expor minha dificulade a irmandade. Mais falarei um pouco de mim estou na ccb a 19 anos, na mocidade fui auxiliar de jovens, musico, e me deram o ministério de encarregado local mais depois de três anos entreguei, achei que não merecia estar na frente dos musicos, confesso que acabei de digitar com lagrimas nos olhos e uma dor tremenda no coração, o choro pode durar uma noite mais a alegria vem pela manhã, esta noite pra mim ja dura 12 anos, e parece que esta longe ainda de raiar o dia. Felicidades a todos, e que fiquem na paz.

Postar um comentário

Comente, elogie ou critique a postagem, mas se porte como cristão, não use "palavrões" e nem ofenda pessoas ou instituições.

Seguidores

Divulgação