sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

O que respondi sobre o divórcio

11 comentários
Amado, primeiramente cabe esclarecer que não sou pastor, e nem possuo o oficio ministerial da palavra. Sou um mero servo de Deus, solteiro, 25 anos de idade, que serve a Deus na Congregação Cristã no Brasil. Não acumulo experiencia de vida e nem dominio suficiente das Sagradas Escrituras para dar a resposta perfeita para seu questionamento. Mas recorrendo a Bíblia, que é para mim é o “Manual de Vida Cristã”, transcrevo abaixo, para sua analise, algo que pode ser util no esclarecimento das suas duvidas. Como eu já disse, não sou eximio conhecedor das Escrituras e nem acumulo experiencia de vida suficiente, por isso, é de extrema importancia que consulte as referencias, reflita, filtre as coisas que eu escrevi, enfim, não permita que eu me coloque entre Deus/Palavra e você, tire suas próprias conclusões, a Bíblia é uma fonte de água pura e cristalina qual você pode beber diretamente na fonte caso tenha sede. Aproveito para postar este artigo no blog, pois, assim irmãos(ãs) mais sabios podem nos auxiliar, bem como, este texto pode servir a mais pessoas.
Não farei como o pastor qual me postou, pois, eu tenho pecados, não são poucos, por isso não posso atirar pedras em você por conta da sua situação, nem mesmo Jesus, que não tinha pecados, fez isto com uma adultera.
.
Eu particularmente acho que o divórcio é aceitavel nas seguintes situações:
.
1) Quando há agressão fisica entre os conjuges
.
2) Quando o respeito acaba (traição, ofensas, humilhação, ameaças, etc) e a convivencia torna-se dificil a ponto de que o prolongamento do matrimonio sirva apenas para que ambos se machuquem.
.
Pouco importa minha opinião, melhor é nos atermos as Escrituras.
.
Quando um homem une-se em matrimonio a uma mulher os dois se tornam apenas um (Efésios 5:31), apesar de juntos, mas sendo uma só carne, seria bom que ambos se ajudassem, buscassem entender os anseios um do outro, para que caminhassem na mesma direção, se esforçassem pelas mesmas coisas e assim se alegrassem das mesmas conquistas.

Entendo que o fato da sua primeira esposa ter deixado alguns planos dela de lado não era impedimento para que você seguisse adiante com os seus, por exemplo, o fato dela não querer mais estudar/trabalhar não era um impeditivo para que você deixasse de ler, estudar e/ou avançasse com seus projetos. Lógico que sozinho as coisas são muito mais difíceis, até entendo que sem o auxilio dela você poderia demorar mais para atingir seus objetivos ou talvez nem os alcançasse.

Ao casar é natural que os noivos criem expectativas no que um pode ajudar o outro, as coisas que juntos podem conquistar, só que as expectativas quando não atendidas se transformam em frustrações, é o que aconteceu no seu caso. Nem sempre o outro é aquilo que projetamos em nossa cabeça, por isso, nos decepcionamos.
.
A obrigação de cuidar e educar os filhos não é somente da mãe e nem só do pai:
.
“E vós, pais, não provoqueis vossos filhos à ira, mas criai-os na disciplina e na admoestação do Senhor.” Efésios 6:4
.
Antigamente a estrutura familiar tinha as tarefas bem definidas, onde o homem e a mulher desempenhavam funções diferentes, porém, complementares e indispensáveis tanto para um quanto para outro. Ao homem competia todos os dias sair de casa para trabalhar e prover o sustento da família, e à mulher competia cuidar da administração do lar e educar os filhos. As coisas hoje estão bem diferentes, os papéis se misturaram, em alguns casos eles até se invertem, hoje tanto o homem quanto a mulher trabalham fora de casa, geralmente os casais dividem as tarefas do lar e os cuidados com a família. No seu caso, como sua ex-esposa não trabalhava, ela deveria ter sido mais compreensiva no cuidado da casa e da família para não te sobrecarregar. Agora, se o motivo dela “abortar” os projetos pessoais dela foi em função da maternidade, também faltou um pouco de compreensão da sua parte, creio eu que todas as mulheres que trabalham fora, quando se tornam mães, enfrentam conflitos em relação a dedicar-se aos filhos/família ou ao trabalho.
.
Ao lermos Efésios 5, no verso 22, notamos que Paulo diz que a esposa deve ser submissa ao seu marido, e no verso 28, ele orienta para que os esposos amem a suas mulheres como o próprio corpo, assim quem ama a esposa, ama a si mesmo. Paulo avança com o versículo 29 dizendo que assim tem que ser porque ninguém odeia a própria carne, antes, a alimenta e dela cuida, assim como Cristo faz com a igreja. Por isso, penso que sua ex-mulher deveria ter sido mais compreensiva, pois, sentindo-se parte do mesmo corpo, teria que ter sentido a necessidade de “alimentá-lo” e cuidar dele, ajudando naquilo que era possível e compartilhando aquilo que lhe era impossível. Ser submissa ao esposo não quer dizer “amém” pra tudo, mas conversar e também escutar aquilo que ele tem a dizer, a fim de não fazerem nada que desagrade ao outro, ou seja, tomar as decisões juntos. Acho que o versos abaixo exprimem melhor a compreensão que deve haver entre o casal.
.
“O marido conceda à esposa o que lhe é devido, e também, semelhantemente, a esposa, ao seu marido.” 1º Coríntios 7:3
.
Observação: Os versos abaixo, embora se refiram a mulher, também cabe ao homem (penso eu), vejamos:
.
“Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de finas jóias. O coração do seu marido confia nela, e não haverá falta de ganho. Ela lhe faz bem e não mal, todos os dias da sua vida. Busca lã e linho e de bom grado trabalha com as mãos. É como o navio mercante: de longe traz o seu pão. É ainda noite, e já se levanta, e dá mantimento à sua casa e a tarefa às suas servas. Examina uma propriedade e adquire-a; planta uma vinha com as rendas do seu trabalho. Cinge os lombos de força e fortalece os braços. Ela percebe que o seu ganho é bom; a sua lâmpada não se apaga de noite. Estende as mãos ao fuso, mãos que pegam na roca. Abre a mão ao aflito; e ainda a estende ao necessitado. No tocante à sua casa, não teme a neve, pois todos andam vestidos de lã escarlate. Faz para si cobertas, veste-se de linho fino e de púrpura. Seu marido é estimado entre os juízes, quando se assenta com os anciãos da terra. Ela faz roupas de linho fino, e vende-as, e dá cintas aos mercadores. A força e a dignidade são os seus vestidos, e, quanto ao dia de amanhã, não tem preocupações. Fala com sabedoria, e a instrução da bondade está na sua língua. Atende ao bom andamento da sua casa e não come o pão da preguiça. Levantam-se seus filhos e lhe chamam ditosa; seu marido a louva, dizendo: Muitas mulheres procedem virtuosamente, mas tu a todas sobrepujas.” Provérbios 31:10-19
.
“Quero, portanto, que as viúvas mais novas se casem, criem filhos, sejam boas donas de casa e não dêem ao adversário ocasião favorável de maledicência.” 1° Timóteo 5:14
..
Você diz que não é santo, eu também não sou, e ninguém é (Romano 3:10), realmente a Palavra de Deus diz que “o que Deus uniu, o homem não deve separar” (Marcos 10:9), mas a Palavra de Deus também fala das dificuldades que é unir-se a alguém contencioso(a), situação semelhante a que você viveu, não é fácil, por isso, não sou eu quem vai te julgar, vejamos:
.
“Melhor é morar numa terra deserta do que com a mulher rixosa e iracunda.” Provérbios 21:19


Leia atentamente 1º aos Coríntios capitulo 7, no versículo 10 o apostolo Paulo orienta que a mulher não deve se separar de seu marido, ainda no verso 10 Paulo frisa que este não é um ensinamento dele, mas do Senhor, logo podemos entender que Deus não se agrada do divorcio.


No verso 11, o apostolo ensina que se houver separação, a reconciliação é permitida e aceitável, mas se não houver reconciliação não se pode casar novamente, o que significa abstinência. Vejamos o verso 15:
.
“Mas, se o descrente quiser apartar-se, que se aparte; em tais casos, não fica sujeito à servidão nem o irmão, nem a irmã; Deus vos tem chamado à paz.”
.
Apesar de dizer para “apartar-se”, notamos que o discurso trata de descrentes, portanto, reafirma que os crentes não devem buscar o divórcio.
A lei mosaica previa o divorcio em algumas situações (Deuteronômio 24:1), mas no Novo Testamento, somente em Mateus 19 percebe-se uma situação em que o divórcio e um novo casamento parecem não sofrer restrição, vejamos:
.
“Eu, porém, vos digo: quem repudiar sua mulher, não sendo por causa de relações sexuais ilícitas, e casar com outra comete adultério [e o que casar com a repudiada comete adultério]. Disseram-lhe os discípulos: Se essa é a condição do homem relativamente à sua mulher, não convém casar. Jesus, porém, lhes respondeu: Nem todos são aptos para receber este conceito, mas apenas aqueles a quem é dado.” Mateus 19:9-11
.
Outra parte que mostra não haver restrições para um segundo casamento é quando o marido/mulher morre, vejamos:
.
“A mulher está ligada enquanto vive o marido; contudo, se falecer o marido, fica livre para casar com quem quiser, mas somente no Senhor.” 1º Coríntios 7:39.
.
A Bíblia, diz que aquele que se divorcia e casa-se novamente, comete adultério, e aquele(a) que casa com o divorciado também comete adultério, vejamos:
.
“Eu, porém, vos digo: qualquer que repudiar sua mulher, exceto em caso de relações sexuais ilícitas, a expõe a tornar-se adúltera; e aquele que casar com a repudiada comete adultério.” 5:32
.
É verdade que Deus se entristece com nossas falhas, mas ele não nos abandona por conta dos nossos vacilos, duvidas e temores:
.
“E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco” João 14:16
.
Realmente, o divorcio é uma desobediência na presença de Deus, ao casar novamente você incorreu em adultério e sua nova esposa também. Se você se acusa por isso, faça uma oração, fale francamente com o Pai, pois, como está escrito:
.
“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” 1° João 1:9
.
Há os que atiram pedras, dizem que Deus não perdoa o adultério e que os adúlteros arderão no fogo do inferno, mas sobre o perdão de Deus para os pecados, a Bíblia diz o seguinte:
.
Por isso, vos declaro: todo pecado e blasfêmia serão perdoados aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada. Mateus 12:31
.
Deus não ama o adultério, mas com certeza ama ao adultero, prova disso foi quando Jesus interveio no caso da mulher adultera e a livrou do apedrejamento previsto na lei, ele não a condenou, mas impôs uma condição: “Não peque mais”, vejamos:
.
“Respondeu ela: Ninguém, Senhor! Então, lhe disse Jesus: Nem eu tampouco te condeno; vai e não peques mais.” João 8:11
.
É bom que você não guarde magoas em seu coração em relação a sua ex-esposa, e a perdoe naquilo que ela errou:
.
“E, quando estiverdes orando, se tendes alguma coisa contra alguém, perdoai, para que vosso Pai celestial vos perdoe as vossas ofensas.” Marcos 11:25
.

“Melhor é um prato de hortaliças onde há amor do que o boi cevado e, com ele, o ódio.” Provérbios 15:17
.
Não sou eu, nem o pastor e nem qualquer pessoa que tem que te condenar pelos seus erros, pois, não foi o nosso sangue que foi derramado na cruz pela remissão dos pecados do homem.
.
Deus ama ao homem (João 3:16), e deseja que toda a humanidade se salve, vejamos:
.
“Isto é bom e aceitável diante de Deus, nosso Salvador, o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.” 1° Timóteo 2:3-4
.
Penso que o amor, a harmonia do casal e a paz no lar é a confirmação de que Deus se faz presente na vida do casal, não acho que sua situação será resolvida caso você volte para sua primeira esposa, pois, como você já disse você ama a sua atual esposa e é feliz com ela, caso você se divorciasse dela, ela continuaria em adultério caso viesse a se casar com outro, e você estando casado novamente com sua ex-esposa, se continuasse a pensa sua atual esposa, também estaria incorrendo em adultério, vejamos:
.
“Eu, porém, vos digo: qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura, no coração, já adulterou com ela.” Mateus 5;28
.
Amado fique em paz, se a paz está no seu lar, você ama sua esposa, ela o ama e vocês vivem em harmonia, até mesmo com sua filha, resta-me te aconselhar apenas que confesse os teus pecados a Deus, demonstrando-lhe o arrependimento e rogando o perdão, como já foi mostrado acima:
.
“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” 1° João 1:9
.
Espero ter ajudado, e não repare os erros ortográficos e de concordância, como havia te dito, está semana está um pouco corrida pra mim.
..
Fraterno abraço.
.
Fique na paz e no amor de Deus!!!
.
*ESTE TEXTO FOI CRIADO PARA TENTAR ESCLARECER A DÚVIDA DE UMA PESSOA EM ESPECIFICO, MAS DEVIDO A IMPORTANCIA DO TEMA REPLIQUEI O TEXTO AQUI, POR ISSO, ELE RECEBE A MARCAÇÃO DE "CONSULTÓRIO CRISTÃO CCB".

11 comentários:

Regina Farias disse...

Gostei!

Pra quem só tem 25 anos de idade, explica com mais critério e sabedoria do que muito "coroa" por aí.

Isso prova que não é preciso idade, título, rótulo ou formação acadêmica para se manejar bem a palavra de Deus.

Basta, como você mesmo disse, recorrer ao "Manual", como diria Lutero.

Ah, se pelo menos um terço dos "líderes" agissem assim...

As pessoas seriam mais libertas e, consequentemente, mais felizes. E PLENAS, que é o ideal!

E só pra não perder o costume rss ratifico aqui
quanto ao que vc cita de Efésios e Provérbios.

Quando Paulo diz para a mulher ser submissa ao marido, deixa claro que o marido AME a mulher, comparando à relação de Cristo com a Igreja (5.23), numa alusão ao que Deus requer numa relação conjugal, pois ELE não quer submissão em detrimento da responsabilidade da esposa de andar em santidade e retidão diante dEle.

Afinal, o marido não é Salvador e sim, protetor.

Dessa forma, analogamente, na submissão VOLUNTÁRIA, a esposa serve a seu marido, com liberdade e dignidade, ASSIM COMO, a Igreja serve a Cristo.

Já a esposa virtuosa de Provérbios 31 tem todos os elementos que agradam a Deus:
Razoável independência(v16) – confiabilidade (v11)– capacidade de assumir responsabilidade (v13) bom gosto ( v22) e determinação para ser digna de honra e elogios(v 28 a 31)

Confesso que li e reli pra ver se encontrava algum ponto de discordância rss
Bastante esclarecedor.

Muito bom! Com certeza será edificante não só para a pessoa em questão como, de alguma forma, para todos que lerem. Como o foi para mim.

Deus te abençõe!

R.

Cristão CCB disse...

Irmã Regina, paz seja contigo!

Eu não tenho conexão banda larga com o Espirito Santo, portanto, se não falo por intemédio das "revelações", só me resta uma alternativa: recorrer ao "Manual" (Bíblia), assim erro menos.

Acho que além de recorrer a Bíblia, seria importante que os ministros, enxergassem a sua própria condição (de pecador)antes de dispensar violência aos que a ele pedem ajuda.

Enfim, é necessário que desçam do pedestal qual se colocam, eles precisam entender que são meros comedores de feijão, assim como eu, você e todos na igreja.

Lógico, não podemos generalizar, em todos lugares, existem os bons e os maus ministros.

Fique na paz de Deus!!!

Regina Farias disse...

Gosto desse humor fino e sutil...
E não adianta dizer que não pois você fala sim por meio de "revelações".
Não tem pra onde correr nem como negar, pois vc já está convocado e não faz mais que a sua obrigação rsss
E vc tem sim essa conexão banda larga, pois o Espírito Santo é quem capacita você a ler, estudar, pesquisar, discernir.
O nome disso é REVELAÇÃO.
Só que não vem acompanhado de show pirotécnico (num é nem Ano Novo nem Copa do Mundo, ué! rsss)
nem tem fogo ou anjo descendo do céu em efeitos especiais de gelo seco ao som de trombetas.
É um cicio suave...
E que LIBERTA mentes e corações!
ISSO é ação do Espírito Santo!

Cristão CCB disse...

hehe, humor fino e sutil..., isso pra mim é um elogio, na verdade aqui no blog tenho humor moderado, sou uma pessoa de humor ácido, pra você ter uma idéia eu gosto bastante dos comentários do Arnaldo Jabor.

Ok, se você está dizendo, então eu acredito que tenho conexão banda larga com o Espirito Santo, só que minha conexão é o plano básico 3G da Claro, ou seja, tem velocidade de 500 kpbs, isso significa que é muito mais lenta do que as dos animadores de igreja que tem conexão terabyte, por isso, eles gritam, pulam e se deixar dão até piruetas no pulpito durante a pregação, ahhh só citei a operadora Claro pra vocês saberem que a velocidade de navegação é bem menor do que a nominal (fica em torno de 200 kbps), que vive falhando, e que as vezes fico sem sinal nenhum rsrsrs.

Brincadeiras a parte, realmente o Espirito Santo nos dá o entendimento sobre aquilo que buscamos nas Escrituras.

PS.: Terabyte é a conexão de internet extremamente rápida desenvolvida por universidades brasileiras para compartilhamento de informação, para se ter um exemplo, em 1 segundo seria possivel baixar cerca de 8 filmes em alta definição com duração de 2 horas cada.

PS.2: kbps = kilobit por segundo, é a unidade de medida do trafego de informações durante a navegação na internet

Regina Farias disse...

Eu também curto muito o estilo Jabor, quando eu crescer quero escrever igualzinho a ele rss

E acidez é boa e necessária para tratamento de choque em determinadas ocasiões. Jesus que o diga.

O detalhe tá em saber dosar e empregar no momento certo. O nome disso é sabedoria. rss

Quanto a esse lance de Claro ser devagar quase parando e tal... eu acho que aí tem, qual tua comissão mesmo? rss

Em relação às informações valeu pela explicação mas analogias à parte é melhor ser mais lento e denso do que apressadinho sem consistência.

E ficar "sem sinal" tem suas vantagens.

Pois no silêncio é bem mais fácil de ouvir e seguir a voz de Quem comanda pra valer...

Pastoragente disse...

Graça e paz!
“Andando” por aí cheguei até o seu Blog e quero te parabenizar pela bênção que pude ver aqui.
Já estou te seguindo e será uma honra te receber no pastoragente.blogspot.com.
Se quiser segui-lo vai ser uma alegria pra mim.
No blog conto da forma mais realista e divertida possível as realidades, dúvidas e experiências de uma simples pastora como eu.
Fique na paz. Um abraço.

Cristão CCB disse...

Ir. Regina,

Não quero nem ouvir falar da "Claro", só me deu dor de cabeça, me vendeu um serviço que não conseguia entregar, quando funcionava era muito ruim, a empresa não respeita a lei do call e center não cumpre aquilo que fala, é muito desrespeito com o consumidor. Depois de algumas reclamações na Anatel, enfim, estou processando esta empresa.

Deus abençoe pelos comentários!!!

Cristão CCB disse...

Amém!

Pastora, seja bem vinda ao meu blog!!!

Já estou dando uma sapiada no seu blog, também é uma benção.

Fique na paz e no amor de Deus!!!

Abraço

Anônimo disse...

Obrigado, muito obrigado mesmo. Vc esclareceu tudo o que eu precisava saber. Não tenho mágoas a respeito de minha ex-esposa. Que bom se todos os "pastores" que existem por ai soubessem ajudar assim as pessoas. Eu pedi sua ajuda, e vc me ajudou. Obrigado mesmo, que Deus abençoe muito você.

Cristão CCB disse...

Obrigado pelo retorno, as vezes conseguimos a proeza de escrever bastante e não dizer nada. Já vai fazer um ano que o blog está no ar, já escrevi coisas legais, mas também já escrevi abobrinhas.
Fico feliz em saber que algo que escrevi penetrou o coração de alguém, mas isso não é uma virtude minha, é a ação da Palavra de Deus.
Não faço parte do área de RH do Reino dos Céus, não estou aqui para selecionar as pessoas que um dia habitarão na mansão de Deus, soldados do Senhor nós somos, e fomos todos recrutados para uma missão: chamar os homens a participar da água da vida, socorrer ao homem:

"O Espirito e a noiva dizem: Vem. Quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida" Apocalipse 22:17

"Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é mister socorrer os necessitados e recordar as palavras do próprio Senhor Jesus: Mais bem-aventurado é dar que receber." Atos 20:35

A Bíblia nos ensina que:

"Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo." Provérbios 25:11

"Palavras agradáveis são como favo de mel: doces para a alma e medicina para o corpo." Provérbios 16:24

E que:

"Nas palavras do sábio há favor, mas ao tolo os seus lábios devoram." Eclesiastes 10:12

Que Deus abençoe a você e toda sua familia.

Fique na paz e no amor de Deus.

PS.: saiba que você não foi o unico a passar pelo que passou, um irmão da CCB, já há 5 anos fala comigo sobre o assunto, inclusive, a esposa dele tem comportamento similar ao da sua ex-esposa, dá pena de ver. Talvez, semana que vem eu escreva sobre o assunto.

Anônimo disse...

Olá!

Estava pesquisando a respeito de divórcios e assuntos semelhantes e parei neste blog muito bom, por excelência. É uma pena que muitos de nossa casa são provincianos e machistas e não enxergam o palmo acima do nariz. Eu passo por situação complexa. Casei-me como cristã de mesma índole e com três anos depois, fui brutalmente agredida fisicamente. Tive medo, calei-me por conta de uma gravidez. Hoje meu filho tem 7 anos e eu não suporto mais viver sem amor e de aparência. Relutei por conta dos muitos anos de organista, mas cheguei à conclusão que o importante é ter Deus dentro de nós e não termos vínculos com religião. Se Deus quiser, até o fim do ano, tomarei a decisão judicial, pois eu não consigo esquecer as mágoas na alma, ver o marido santinho, herói, congregando, e sabendo que ele me bateu por ciúmes e dele eu tenho nojo, desprezo, falta de afeto e tudo mais. Ficarei sem liberdade, mas me libertarei dessa dor e sei que Deus está comigo. Quando ele me violentou, achou que eu ficaria submissa e coitadinha. Eu planejei tudo. Estudei e hoje estou quase vencendo as barreiras.Não posso me identificar por conta da pessoa conhecida que me tornei. Posso dizer que dormi no chão, passei fome, tudo que você pensar, mas com dignidade. Estou aguardando uma posse num concursão que tanto sonhei. Não quero nada dele e nem aceitarei ser julgada por ccb, pois ninguém estava em casa para ver o meu sofrimento e nem teve que conviver com alguém que deixou de amar. Sei que estou nas mãos de Deus e eu estou segura. Obrigada por este blog especial. Tenho um, mas não posso deixá-lo aqui por se tratar de minha atuação e identificação.

Postar um comentário

Comente, elogie ou critique a postagem, mas se porte como cristão, não use "palavrões" e nem ofenda pessoas ou instituições.

Seguidores

Divulgação