domingo, 29 de novembro de 2009

Setenta vezes sete perdoa ao teu irmão, sublime é o perdão!

7 comentários
Há duas semanas publiquei um artigo que falava sobre "O perdão de Deus para o pecador"(link), muitos podem pensar: “mas esse moço só escreve sobre o pecado e pecadores”, sim é isso mesmo, e é por três motivos que eu faço isso, vou listá-los: .

1) Jesus veio pelos pecadores e não para os justos (Lucas 5:32);
.
2) Jesus determinou que pregássemos a todas as criaturas (Marcos 16:15);
.
3) Na CCB aceitamos o perdão, embora não pratiquemo-lo, e muitos sofrem por causa disso.
.
O perdão é um dom gratuito de Deus (Efésios 2:8) e deve/pode ser desfrutado por todos os cristãos (Lucas 3:6; Tito 2:11). Ninguém pode nos lançar em rosto os nossos pecados porque não cabe ao homem o julgamento de outro homem (Tiago 4:11). As pessoas, a igreja e nem mesmo o diabo pode jogar na cara de ninguém os pecados que já foram perdoados, porque o próprio Deus, que é a quem servimos e devemos obediência, esquece-se dos nossos pecados, pelo menos é isso que nos diz a Bíblia, que deveria ser a única regra de fé e conduta dos cristãos, vejamos:
.
“acrescenta: Também de nenhum modo me lembrarei dos seus pecados e das suas iniqüidades, para sempre.” Hebreus 10:17
.
E Deus é tão bom e misericordioso conosco que lança nossos pecados bem longe, onde nossos olhos não alcançam e nossas mãos não conseguem tocar, somente para nos permitir que também nos esqueçamos deles:
.
“Quem, ó Deus, é semelhante a ti, que perdoas a iniqüidade e te esqueces da transgressão do restante da tua herança? O SENHOR não retém a sua ira para sempre, porque tem prazer na misericórdia. Tornará a ter compaixão de nós; pisará aos pés as nossas iniqüidades e lançará todos os nossos pecados nas profundezas do mar.” Miquéias 7:18-19
.
E do mesmo perdão que Deus nos dispensa, devemos aplicar aos nossos irmãos:
.
“Antes, sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus, em Cristo, vos perdoou.” Efésios 4:32
.
E isto requer de nós a disposição perdoar nossos irmãos que pecaram contra nós e manifestaram arrependimento, assim como o pai perdoou o filho pródigo:
.
“E o filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e diante de ti; já não sou digno de ser chamado teu filho.” Lucas 15:21
.
Perdoa ao teu irmão quantas vezes ele te perdir perdão:
.
" Respondeu-lhe Jesus: Não te digo que até sete vezes, mas até setenta vezes sete." Mateus 18:22
.
Uma vez perdoado não toquemos mais no assunto, nem com os envolvidos, nem com os companheiros(as) de fofoca (Salmos 34:13), pois, a língua é um pequeno membro, mas se não for domada é fogo devorador (Tiago 3:5).
.
Também não podemos esquecer que para haver perdão, deve existir confissão e arrependimento, o “perdão” sem arrependimento é deixar a porta aberta para que em outras oportunidades o assunto seja lançado em rosto, perdão sem arrependimento é banalizar o pecado.
.
Quando foi a ultima vez que o foi tocado o hino 185 na sua comum congregação??? Você apenas cantou e ouviu o hino, ou também meditou nas suas palavras??? Pregador, sua pregação é condizente com o hino cantado???
.
O hino 185 é um belo hino, mas seja mais que um mero cantante/ouvinte dele, aplique o perdão na sua vida:
.
Hino 185 – Sublime é o perdão
.
Setenta vezes sete – ao teu irmão perdoa
Assim falou o mestre ao ser interrogado;
Se tu o perdoares – serás abençoado
E bem aventurado, sublime é o perdão
.
Refrão: Perdoa ao teu irmão – De todo o coração
Assim terás cumprido – O santo mandamento;
Também terás perdão – E paz no coração,
Por Deus serás benquisto- Sublime é o perdão!
.
Medita irmão amado – No grande amor de Cristo
E busca a excelente - e eterna caridade;
Caminha na justiça – Na paz, na santidade,
Em toda a humildade – Sublime é o perdão!
.
Se teu irmão amares – De um sincero coração
Terás a vida eterna – Na celestial cidade;
Embora ofendido – suporta com piedade,
Conserva a santidade – Sublime é o perdão!

7 comentários:

Regina Farias disse...

Observe que o perdão, assim como tudo que é fruto do espírito tem a ver com a verdadeira transformação que ocorre de dentro pra fora. Enquanto nos envaidecemos nos preocupando com a nossa performance, as nossas exterioridades, não conseguimos nos desprender do nosso "eu" deixando de cultivar o que Deus requer de nós no principal ministério: o da reconciliação.

Regina Farias disse...

Só uma ressalva: acho que houve um erro de digitação, pois Jesus veio chamar os pecadores e não os justos. Ou seja, todos. Pois TODOS são pecadores.

Cristão CCB disse...

Irmã Regina, Deus abençoe pela correção!!!

Realmente foi erro de digitação, na verdade acabei digitando o que pensa o ccbeiano quando na verdade queria explicitar o que ensina a Bíblia.

Fique na paz e no amor de Deus!!!

Danilo Fernandes disse...

Ola gente boa de Jesus!

Graça e Paz!

Vim conhecer seu espaço digital. Bom posts! A internet é um espaço precioso onde podemos falar de Jesus e discutir diferentes pontos de vista!

Aproveitando, faço uma apresentação do meu blog:

Genizah é um blog cristão diferente. Hilário e divertido, mas que não dispensa a seriedade na defesa do Evangelho. Uma mistura bem balanceada de humor, denuncia e artigos devocionais. No Genizah, você fica sabendo da última novidade do absurdário "gospel", mas também não falta material para inspiração e ótimas mensagens dos melhores pregadores. Genizah é um blog não denominacional apologético, com um time é formado por escritores, pastores, humoristas e chargistas cristãos.

Aguardo sua visita. Vamos nos seguir!

Abraços em Cristo e Paz!

Danilo

http://www.genizahvirtual.com/

Cristiane Coracini disse...

Eu gostaria de entender até onde vai esse perdão?
Quando devo perdoar ou quando devo me afastar?
Porque tem pessoas que nos magoam, pedem perdão e depois continuam com as mesmas atitudes, onde entra o perdão... quer dizer então todas as vezes que a pessoa me ferir vou perdoar e ela vai continuar me ferindo ou posso perdoar e me afastar?
É confuso ou eu que sou muito ignorante... Não sei...
Não estou criticando, eu só queria entender....

Mario disse...

Cristiane,

É difícil perdoar sempre, ainda mais se temos que perdoar sempre a mesma pessoa pelas mesmas coisas, mas esse perdão a qual a Bíblia nos instrui não tem fim, devemos perdoar quantas vezes forem necessárias e/ou intentarem contra nós.

Nós obtemos perdão divino para nossos pecados, mas se não perdoarmos aquele que nos ofende, Deus nos perdoa?

Por um acaso não é assim para conosco? Ou seja, somos fracos e errantes, e a todo instante suplicamos a Deus o perdão dos nossos pecados, em seguida pecamos novamente e mais uma vez lhe rogamos perdão? E ele nos perdoa!

Então, da mesma forma, precisamos nos exercitar na misericórdia, na caridade, na compaixão e no amor.

Alguns conseguem perdoar com facilidade, outros não conseguem perdoar de jeito nenhum, o fato é que não perdoar é optar por manter uma ferida aberta, pode ser mais dolorido do que conceder o perdão e deixa a ferida secar e cicatrizar. Lógico que perdoar não significa esquecer, mas ter uma cicatriz dói menos do que ter a ferida aberta.

messias motta disse...

Devemos perdoar sempre, dar sempre um voto de credito a pessoa em questão. ela que deverá mostra se de fato se arrependeu, suas ações mostrará a verdade.

Postar um comentário

Comente, elogie ou critique a postagem, mas se porte como cristão, não use "palavrões" e nem ofenda pessoas ou instituições.

Seguidores

Divulgação