quinta-feira, 23 de julho de 2009

Religiões adaptam tradições por conta da gripe

6 comentários
Disponivel em: http://www.estadao.com.br/noticias/geral,religioes-adaptam-tradicoes-em-razao-da-gripe-suina,405458,0.htm


Cristãos e muçulmanos estão sendo obrigados a mudar de hábitos diante da gripe suína. A Organização Mundial da Saúde (OMS) vem se reunindo com o Vaticano, com lideranças muçulmanas e de outras religiões para estabelecer um guia sobre como se deve agir caso a pandemia avance. Ontem, uma fatwa - espécie de lei religiosa do Islã - sugeriu que muçulmanos possam deixar de fazer a peregrinação a Meca por causa da gripe. "Pela primeira vez, líderes religiosos e a OMS estão conversando", explicou Ted Karpf ao Estado. Ele é o responsável, na OMS, por manter o diálogo com entidades religiosas. Sua meta é estabelecer um guia para as religiões até o fim do ano. "Durante a peste na Idade Média, tudo fechou. Mas as igrejas ficaram abertas. Em 1918, ocorreu o mesmo com a gripe espanhola", afirmou Karpf. "Desta vez, atuamos com base na ciência e estamos conseguindo de líderes religiosos que estabeleçam orientações aos centros espalhados pelo mundo sobre eventuais mudanças de comportamentos e rituais, além da possibilidade futura de fecharem suas paróquias." Ontem, a principal liderança xiita do Líbano, o aiatolá Mohammed Hussein Fadlallah, alertou as pessoas que temem o novo vírus a não fazer neste ano a peregrinação a Meca e Medina, na Árabia Saudita. Mas, na fatwa que emitiu, avisou que o hajj - o evento de ir até Meca - não deveria ser cancelado por inteiro. O hajj ocorre em dezembro e autoridades sanitárias dos países islâmicos estão preocupadas, pois o evento chega a reunir 3 milhões de pessoas. O Ministério da Saúde da Arábia Saudita já recomendou que crianças, idosos e pessoas com doenças crônicas evitem o hajj.

Cristãos

Cristãos também se adaptaram. Na Argentina, a Igreja Católica recomendou a padres que façam a comunhão sem colocar a hóstia na boca dos fiéis. A saudação de paz também foi suspensa. No Reino Unido, a Igreja Anglicana recomendou evitar água benta. Nos EUA, a Igreja Batista cancelou missas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

6 comentários:

Anônimo disse...

Irmãos , como fica a situação da CCB, será que a Santa Ceia será em cálice individual ou ainda será em conjunto

Cristão CCB disse...

Até o momento, ao menos não é do meu conhecimento, que a instituição esteja tomando medidas preventivas, tal como o cálice individual ou suspensão temporária das santas ceias.

Bom, se o ministério da CCB não se manifesta, então, é melhor seguirmos as recomendações do Ministério da Saúde, ou seja, não compartilhar utensilios, e isso nós conseguimos fazer deixando de comparecer na santa ceia. Lógico, depois é bom ficar de olho na lista de santa ceia para poder participar em outra comum congregação.

Anônimo disse...

É um absurdo vermos irmãos seguindo ensinamentos feitos em 1910 da ccb temos que mudar temos que ser independentes temos que tomar a santa ceia em copos descartaveis; junio sp.

Anônimo disse...

Irmãos, sempre Deus guiou os seus servos, e sabemos que a sabedoria vem de Deus e não do homem, portanto, orai e vigiai, e assim o senhor tomara para si as sua aflições e te conservará, e veras que 1000 cairão a tua esquerda e 10.000 a tua direita mas tu não serás atingido, oremos uns pelos outros

Anônimo disse...

Eu ia tomar a Santa Ceia , porem fiquei com medo, na cidade de Sorocaba alem desta gripe tem aparecido casos de tuberculose, doenças altamente contagiosa, Deus guarda não tenha duvidas, mais precisamos fazer nossa parte.
Peço por favor aos Ancio~es que tomem uma providencia.
Tenho um amigo que a esposa estava gravida e mesmo assim tomou a Santa Ceia e estes dias estava preoculpado, diante de tantas doenças sera que não esta na hora de rever?

IRMA DA CONGREÇAO CRISTA NO BRASIL disse...

cONCORDO TAMBEM COM QUE O IRMAO ACIMA DISSE, DEUS NOS GUARDA DE TODOS OS PERIGOS MAS TEMOS QUE FAZER A NOSSA PARTE NAO E? É HORA DE REVER SIM. DEUS ABENÇOE

Postar um comentário

Comente, elogie ou critique a postagem, mas se porte como cristão, não use "palavrões" e nem ofenda pessoas ou instituições.

Seguidores

Divulgação