sexta-feira, 3 de julho de 2009

Paróquias dos EUA alteram práticas para evitar propagação da doença (Gripe H1N1)

0 comentários

Um conjunto de Bispos dos EUA sugeriu alterações nas práticas das suas comunidades, durante a Missa, num esforço para prevenir a propagação da Gripe A. Àqueles que se sintam doentes é pedido que recebam a comunhão nas mãos, que não bebam do cálice se o mesmo for oferecido na celebração e que se abstenham de saudar outros presentes no rito da paz. O Bispo da Diocese de Austin (Texas), D. Gregory M. Aymond, recomendou aos ministros da comunhão que tenham o máximo cuidado em manter as mãos limpas, o mesmo que fez D. Kevin J. Farrell, Bispo de Dallas. Nesta última diocese, foi dito aos fiéis que, em caso de doença, será preferível ficar em casa do que tentar participar na Missa dominical, dadas as circunstâncias. A Conferência Episcopal dos EUA (USCBB) colocou no site do seu secretariado litúrgico uma lista de perguntas a respeito da doença e das suas implicações nas cerimónias católicas, de forma a diminuir o risco de contágio. Padres, diáconos e ministros extraordinários da comunhão receberam a recomendação de usar uma solução anti-bacteriana antes e depois da distribuição das hóstias. Neste momento, a USCBB considera que a decisão sobre estas alterações compete a cada Bispo e não vê necessidade numa implementação generalizada das mesmas, neste momento. Aos secretariados diocesanos é pedido que ofereceram informação sobre a gripe A/H1N1 e a sua propagação.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente, elogie ou critique a postagem, mas se porte como cristão, não use "palavrões" e nem ofenda pessoas ou instituições.

Seguidores

Divulgação