quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Adorar ao Senhor

0 comentários
Texto de Renata Lima
.
Como é gostoso poder celebrar com músicas, com canções que falam da majestade, do poder de Deus. Que conta os feitos do Senhor ao longo das gerações... Nos derramamos na presença dele, choramos, cantamos e até dançamos! É maravilhoso! Somos completamente transformados depois de um período louvando e adorando a Ele. Acredito que esse é um dos momentos mais gostosos de um culto ao Senhor.
E se tudo vai bem, em nossas vidas, esses momentos de cânticos e celebrações, se tornam mais especiais ainda! Motivos de sobra tem um coração repleto de bênçãos para adorar e agradecer a Ele. Mas e quando as coisas não vão tão bem? E quando não há nenhuma razão para louvar Aquele que é digno de ser louvado?
Davi talvez seja o maior exemplo de adoração em meio às adversidades. A maioria dos Salmos, que são canções ao Senhor, foi escrita por Davi. Em meio às lutas e tristezas do dia a dia, ele cantava, adorava a Deus. E essa adoração não acontecia porque ele aprendera, por meio dos Livros da Lei, que assim deveria ser feito. Mas Ele adorava ao Senhor porque o amava, porque compreendia que acima de todos os seus problemas, acima de todas as tribulações, acima de todo seu pecado, estava o seu amor ao Senhor, o Deus dos Exércitos.
Acredito que um relacionamento é provado no momento de dificuldade, e não quando tudo vai bem. Não são as circunstâncias que comandam uma relação de amor. Uma relação é movida por amor. Com o nosso Deus acontece a mesma coisa: se o nosso amor por Jesus somente é demonstrado quando tudo vai bem, quando os celeiros estão fartos, quando a saúde está plena, e o sol brilha sempre, quer dizer que o amamos não por aquilo que Ele é, mas por aquilo que Ele pode nos dar. E a Palavra diz que o amor não é interesseiro! (1Co 13.5)
É um desafio adorar ao Senhor em meio a dor, é verdade. Mas se pararmos para refletir no amor do Senhor, até mesmo no meio da tribulação, veremos que temos motivos de sobra para celebrar a Ele em todo tempo! O simples fato de você ler este artigo nesse exato momento, é um motivo para celebrar com alegria ao Deus da nossa salvação! Você está vivo! Somente por isso, já vale a pena adorar ao Senhor com todo o seu coração!
O profeta Habacuque faz uma linda oração e adora ao Senhor fazendo um “pacto” de amor, de gratidão a Ele, pois compreendeu que não importaria o que acontecesse, ele tinha motivos de sobra para adorá-lo: “Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado; Todavia eu me alegrarei no Senhor; exultarei no Deus da minha salvação. O Senhor Deus é a minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas.” (Hc 3.17-19.)
Não importa o que aconteça com a sua vida, não importa a situação desesperadora que passa sua alma, não importa os mil motivos que você tem para se entristecer. Você tem um único e maior motivo – Jesus Cristo, para abrir a boca e declarar como Davi declarou: “Eu te bendirei Senhor em todo tempo, o seu louvor estará sempre nos meus lábios” (Salmo 34.1).

0 comentários:

Postar um comentário

Comente, elogie ou critique a postagem, mas se porte como cristão, não use "palavrões" e nem ofenda pessoas ou instituições.

Seguidores

Divulgação